.

.

26 dezembro 2008


Eu só queria ser…
Um sol resplandecente na tua praia
Uma lua cheia na tua noite
Uma visão iluminada para o teu olhar
Um sopro de brisa fresca na tua tarde
A única flor a despontar no teu jardim

Um poema terno que aprendesses de cor
E nos dias frios recordasses
Um sorriso-ave que te encantasse
E te fizesse bater asas
Para outro espaço,
Sempre a meu lado.

RA

5 comentários:

daniel milagre disse...

Sónia

Gostei do poema, a fazer sentido, realçado pela imagem, de certo modo bucólica.
Saudações,
Dabniel

Baby disse...

Lindas e sentidas as tuas palavras, tanto as que aqui postaste, como as que deixaste no Barlavento.
São palavras de quem sonha e acredita que o sonho comanda a Vida.
Pois que em 2009 se concretizem as tuas esperanças, e possas acompanhar as tuas palavras, (não substituir, pois elas são indispensáveis) "pelo toque, pelo sentir e pelo compreender" de tudo o que está à tua volta.
Que o Ano Novo te faça feliz!

Perla disse...

Agradeço e retribuo os votos que me deixou.

Um sol resplandecente...
sim, é o que lhe desejo no Novo Ano!

Continuação de Boas Festas!

Tatiana disse...

Hoje estou passando pra uma visita rápida no blog das pessoas que sou seguidora...
Não poderia deixar de vir aqui e lhe dizer:
Que você consiga docemente
Viver, sentir e amar...
Que seja sempre todo coração,
inundado de um amor transparente,
apesar de todo o risco que isso possa significar!
Receba meu abraço carinhoso!
Beijos

Bill Stein Husenbar disse...

Maravilhoso momento.

Fiquei encandato com a suavidade com que os sentimentos foram expressos... Apaixonante.

Boas festas.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.