.

.

13 janeiro 2009



Aqui cheguei, aos limites
onde não é preciso falar,
tudo se aprende com o tempo e o oceano,
a lua aparecia
com as suas linhas prateadas
e aos poucos desfazia-se a sombra
com um golpe de onda
e na varanda do mar o dia
abre as asas, nasce o fogo
e tudo continuará azul como amanhã.

Pablo Neruda

17 comentários:

Gilbamar disse...

Citar Pablo Neruda faz bem à alma porque os versos deles sempre estarão nas nossas lembranças.

Fraternal abraço.

Alma de Poeta disse...

Belíssimo blog com óptimas escolhas, vejo aqui muitos poetas portugueses também.
As imagens são lindas e complementam perfeitamente os poemas.
Foi um enorme prazer descobrir este espaço.
Deixo um beijo com carinho

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel Costa disse...

Sonia

A brancura da alma de um emérito poeta, adeja sempre que escreve um pensamento. Assim foi Pablo Neruda, que sempre se aprecia, como se aprecia a sensibilidade de quem o divulga.
Daniel

Isa disse...

Pablo Neruda. Sempre fascinante!
Beijoo.
isa.

D.Ramírez disse...

Lindo poema, como a musica do blog..nossa...muito linda mesmo!!!!!
Vou deixar aberta a pag..e ouvir mais

Besitos

Xana disse...

Que bom que tudo fosse assim tão simples .
Muito tranquilo este poema de Pablo. beijinho

Beatriz Vieira disse...

Olá Sonia
Sou aqui de Criciúma e acabei encontrando seu blog no "Dois Rios".
Lindas imagens por aqui!
Tenho um blog sobre literatura, múscia , poesia...

Se quiser me visitar:
http://cartasaoavesso.blogspot.com

Abraços
Bea

Eduardo Aleixo disse...

Tão lindo, Sónia.
Gostei.
Beijo.
Eduardo

LaLa! disse...

Parabéns pelo blog, muito bobito palavras de sabedoria ;D
fiquei muito feliz com sua visita e volte sempre...
;D
obrigado pelas bels palavras;...


bjus

paradoXos disse...

merecida homenagem!

beijos amiga!

Miguel Barroso disse...

Uma vénia. da grandes. amemos neruda.



Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO

mundo azul disse...

________________________________

Neruda! Sempre maravilhoso...


Beijos de luz!

________________________________

Aníbal Raposo disse...

Pablo Neruda é um dos meus preferidos. O eterno fascínio do mar.

Branca disse...

Adoro vir aqui, tem sempre um poema mais lindo que o outro...
bjo carinhoso.

poetaeusou . . . disse...

*
E a minha voz nascerá de novo,
talvez noutro tempo sem dores,
e nas alturas arderá de novo o meu coração ardente e estrelado"
in-Pablo Neruda,
*
VOLTEI . . .
,
alentado me sinto
com a tua visita,
,
navego,
no mar do contentamento,
espumando sophia,
entre o sal de pessoa
e a fenda de redol . . .
,
vagas de gratidão, deixo-te,
,
*

Celamar Maione disse...

Neruda entende do assunto !
É verdade, tudo continua azul como amanhã.
Bela escolha a sua !
Adorei sua música relaxante de fundo.
Um grande beijo

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.