.

.

05 fevereiro 2009


Fiz versos azuis
Para cantar o céu e o mar,
Fiz versos de toda a cor
Para falar qualquer coisa de amor.
Fiz versos coloridos para falar
Do pôr do sol na minha praia.
Fiz versos de qualquer cor
Para espantar a solidão.
Fiz versos e mais versos
Para falar dos meus sonhos,
Dos pequenos caminhos,
Das penas e desilusões.
Apaga então as letras e sente
Apenas minhas impressões digitais:
Tua mão na minha
A pensar em nós...

Sônia Schmorantz
Imagem: fotoplataforma

26 comentários:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Faz de conta,
Que eu sou uma borboleta…
Faz de conta,
Que tu és o vento!
Anda…
Vamos dar as mãos e vamos voar
Vamos seduzir o mundo…
Vamos amar…
Vamos ter um amor profundo…
Mas só a fazer de conta…
Pois eu sou apenas uma borboleta
E tu serás sempre o vento…

Marli Cristina


LINDO COMO VOCÊ ESCREVE, O JEITO COMO FALA DE AMOR.
BEIJOS TE AMO MUITO

José Carlos Brandão disse...

Um homem é do tamanho do seu sonho. Não há caminhos pequenos. As penas, vamos deixá-las para as galinhas... Sim, sofremos - mas o sofrimento existe para nos temperar a alma, para nos levar a Deus. Desilusões? É preciso primeiro ter ilusões. Um homem tem sonhos, que são anseios concretos, não a abstração das ilusões.
Viva a vida!
Um ótimo dia para você.

Vivian disse...

...que encanto de canto!

bjusss

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Xana disse...

Versos de todas as cores podem falar de amor Sónia.O amor fica bem em qq cor :)
beijinhos e bom fim de semana

João Videira Santos disse...

"...Apaga (então) as letras e sente
Apenas minhas impressões digitais:
Tua mão na minha
A pensar em nós..." - só por si, excluindo "então" e temos um breve e incisivo poemeto.
Gostei!
Abraço.

(Agradeço a visita, bem como o comentário)

Isa disse...

Obrigada,kida Amiga.Pela visita à Maria...Ela está um amor.
Belo poema.Gosto deste seu cantinho.Aqui encontro,tb.,beleza,sentimento,
ternura.
Bom fim de semana.
Beijoo.
isa.

Tatiana disse...

Sônia... sua poesia é maravilhosa!
Desejo um belo final de semana para você!
Um beijo carinhoso

Escrevendo na Pele disse...

Poesia linda e melíflua!! Um primor, um amor de palavras!!

Maria Madalena disse...

Passando para lhe desejar um ótimo final de semana!
Muito lindo, sempre, seu blog!
Parabéns!
Maria Madalena

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA SONIA, MARAVILHOSO POEMA E FOTO, ADOREI!!! BEIJINHOS DE CARINHO E TERNURA.,
FERNANDINHA

Daniel Costa disse...

Sonia

Francamente, aprecio deveras a maneira, a imaginação, com abordas a poesia, pelo lado do positivismo amoroso.

Daniel

Lu Cavichioli disse...

Oi Sonia que blog encantador vc tem! A começar pelo título e o seu amor ao mar, que me fez vir até te conhecer.
Parabéns pelos poemas e pelo bom gosto.
Me visite quando puder.
Ultrabeijos

Ana Martins disse...

Querida Sónia,
lindo o seu poema, e maravilhosa a resposta do seu amor, que embora não sendo da sua autoria (da autoria do seu amor) encaixa muito bem no seu poema!

Sónia você gostou do novo visual do meu blogue, pois bem se pretender alterar o seu, é muito fácil basta clicar no selo que está no canto superior esquerdo do meu blogue ou ir a http://www.thecutestblogontheblock.com/. De seguida clica em Background, e aparecem-lhe muitos padrões à escolha. Quando encontrar um que goste, clica por cima e de seguida vai encontrar um código html, copia-o, volta a seu blogue, clica em personalizar, adicionar uma miniaplicação, procura código html, coloca lá o código copiado, e como titulo escreve: html java script.
E logo terá o visual escolhido. se porventura não gostar volta atrás e faz tudo de novo.

Beijinhos,
Ana Martins

Olhar o mar disse...

Olho a lua e o seu luar me toma
Saio para o sol e seu fogo me aquece
Penso nos meus amigos,
Sentindo sua amizade presente,
no vento, nas palavras,
ou nas malhas que o pensamento tece
Meu coração voa,
minha alma fortalece

joyeux fin de semaine
olhar o mar

catadoradepalavras disse...

Olá Sônia!
Tive oportunidade de conhecer seu espaço agorinha...
Peço licença para escrever algumas palavras.
Eu amo a natureza e aqui me senti em casa. Que fotos maravilhosas e que privilégio morar numa cidade tão maravilhosa! Espero conhecer em um dia da minha vida.
Seu blog sem palavras já é um verso com as cores do arco íris. Somando-se ao que vc escreve, não tenho palavras para descrevê-lo!
Voltarei mais vezes!
Abraços de LUz e com toda natureza do mundo!

manzas disse...

Lá fora chove o calado momento
Que repassa na alma, ansiedades…
Saltam inquietas chamas de dentro
Do meu peito, alagadas saudades

Um fim-de-semana ensopado
De paz e harmonia…
De coração ornamentado
De muita alegria

O eterno abraço…

-Manzas-

Bandys disse...

Sonia,
Fazer poesias é uma terapia...
Beijos

Ventos...suaves pra voce.

Branca disse...

Acho lindo quem sabe brincar com as palavras e fazer versos tão bonitos...

Bom fim de semana pra vc Sonia, com bastante alegria pra vc ficar bem inspirada.
bjo carinhoso.

Mariazita disse...

Querida Sónia
Belo poema!
Imagem lindíssima!

Há novo post no LÍRIOS DO MACUÁ

Uma noite feliz

Beijinhos
Mariazita

Sônia Brandão disse...

Lindo o seu poema.
A palavra é claridade. O gesto é sombra. Mas é o gesto que nos irmana às ondas, às nuvens.

bjs

Nuno G. disse...

cheguei agora mas vou voltar... gostei muito de te visitar...
(www.minha-gaveta.blogspot.com)

Ana Martins disse...

Amiga Sónia,
há em meu blogue um desafio para si, espero que aceite.

Beijinhos,
Ana Martins

GEOGRAFIA NO VESTIBULAR disse...

Olá minha amiga...obrigado pelo comentário no Feijoada Literária....estou e sempre estarei a aprender com pessoas como você...és especial e usa as palavras de maneira linda e graciosa...parabéns

lupussignatus disse...

entre

nós

e

as

letras

Elaine Barnes disse...

Nossa! Que coisa boa ler. Lindo...Lindo...lindo!!!!Parabéns!
Bjs

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.