.

.

14 abril 2009

ANDANÇAS


Consumi o tempo em andanças...
Percorri caminhos tantos
Que me perdi entre eles...
Hoje, poeira assentada...
Sou o atalho ignorado
O inverso da jornada
Porque construo pontes
Percebo variantes
E sou a própria estrada.

Desdobrando páginas guardadas
Feitas em papel de seda
Decorado em tons amorosos
Revejo imagens sutis
De um tempo que não se cansou...
De sensações que sempre existiram
Porque sonhar... era preciso
E reviver, privilégio constante

Meus passos silenciosos
Perscrutam o renascer
Para não morrer o encontro
Que acorda os sonhos
Enfeitando as manhãs
Onde sou um momento...
Um lindo refazer
Do agora sem amanhã.

Ivone Zouain Zuppo

15 comentários:

Juan Carlos Lozano disse...

Hubo una vez
donde la memoria no alcanza
en todo el universo
una sola sustancia.
y de ella todo ha nacido
cada atomo del cuerpo
cada pensamiento
cada olvido.
Hijos somos del universo
en cada verso
en cada río
en cada imagen que pasa
en cada sentimiento
compartido.....

un abrazo desde buenos aires.
juank

Reggi* disse...

Oiiiiiii lindaa!!
vc coloca umas fotos perfeitas.. !!
*-*
eu entro aqui me sinto tao calma.. sei laa ! uahauahauh
beijao..
fique com deus ! =*

Mahmood Syedfaheem disse...

Hi Sonia Schmorantz! Nice blog. Nice poem. Thanks for prviding the translator. Beautiful photographs. God is Great. Let us pray for peace for the world. Let us protect our planet for our children from pollution. Wish you all the best.
http://health-care-you.blogspot.com

Jyhael disse...

Sempre querida amiga, os meus parabens, un pracer chegar a leer as tuas verbas, palavras de gran sentido cheo de entrega, paisón, ternura e moito amor... dende Galicia, Grazas pola tua dedicación, amizade e tempo que me adicas... o teu amigo Jyhael

brasileirinha disse...

É INTENSO ESTE POEMA. DEPOIS VOLTO COM MAIS TEMPO.
GRANDE BEIJO NO OCRAÇÃO.

Xana disse...

Muito bonito este refazer de todos os dias, das nossas andanças minha querida!!

voltei das minhas férias pequeninas :)
beijinhos meus

Marta Vasil disse...

Selinho para si no meu blog.

Beijinhos

MV

brasileirinha disse...

REVIVER É PRIVILÉGIO DE QUEM JÁ VIVEU E POSSIVELMENTE TEVE EXPERIENCIAS BOAS. REVIVER TALVEZ SEJA UM TRANPOLIM PARA CONTINUAR A ACREDITAR QUE ALGO SEJA POSSIVEL, POIS SE JÁ FOI REALIZADO UMA VEZ, PODE SER NOVAMENTE.

GRANDE BEIJO.

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Sonia, bela fotografia...belo poema...Espectacular....
Um abraço

blog do dudu santos disse...

Lindo teu blog, cheio de sensibilidade, imagens poéticas energia marinha
bjo do artista e parabéns

Layara disse...

Vim ler-te
Amei teu espaço
Retornarei
Viajando em perfeitas Letras.

Daniel Costa disse...

Sonia

Ler poesia é mesmo tomar contacto com imagens subtis!

Adorei a tua subtileza em deixares no meu pedaço, uma belíssima poesia.
Cada vez fico mais convencido da verticalidade, de grande senhora que transmites.
Daniel

Doncel disse...

...páginas guardadas en papel de seda.
Así guardamos los sentimentos del corazon, llenos de amor y de cariño.

Bonito, bello, sentido poema.
BESOS, desde Barcelona.
Antonio

Carmem disse...

Lindo poema...
E assim o tempo passa...nos resta relembrar as boas coisas!

Beijo amiga!

Luísa disse...

Viver o tempo, faz-nos sentir bem com a vida!
Façamos sempre a mais bela das caminhadas, rumo ao mundo dos afectos, que servirá de alicerces a tudo o que nos envolve!
Belo poema! excelente escolha!
Beijinho terno!

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.