.

.

21 junho 2009

Canção da Espera


Quando deixares meu desavisado coração
não esqueças de deixar a luz da lua acesa.
Deixa a chave da esperança sobre a mesa
do quarto onde dormiu teu último verão.

Não te esqueças das romãs do teu outono
só porque as sombras do inverno te virão
como lembranças de um amor de ocasião
que não conciliava mais o próprio sono.

Talvez eu me adormeça aqui para sonhar
com o outro lado temporão da primavera
onde eu sonhar me seja estar à tua espera
doendo de um retorno de qualquer lugar.

Estarei dividindo com as águas do riacho
uma breve canção de prazer e sofrimento
sobre a vida refeita de pena sem lamento
o coração envolto no seu próprio abraço.

Afonso Estebanez
http://poesiamsicagentedanossaterra.blogspot.com/
Imagem 1:Araucária de São Joaquim, Santa Catarina
Imagem 2: Praça da Alfandega,centro de Florianópolis, Brasil

21 comentários:

Menina do Rio disse...

Um poema muito bonito! E seria mais ainda ter a chave da esperança e a luz sempre acesa...

beijo pra ti, querida
Boa semana

Luísa disse...

Canta bem o amor com com ele já sofreu...
Este poema é lindíssimo!
Parabéns pela escolha!

Beijinho terno e boa semana!

Luiz Caio disse...

Oi Sonia! Bom dia!

Uma canção, seja onde for, será sempre boa companhia!

TENHA UMA ÓTIMA SEMANA!

BEIJOS.

Xana disse...

Há que haver sempre uma esperança para tudo na vida Sónia, isso nos faz andar :)
beijinhos e uma semna muito feliz com todos os que amas

Dora Regina Dias Pereira disse...

Da espera o autor fez uma linda canção de amor....Lindo demais tudo por aqui...
Um semana de luz pra você amiga...
Ahhh!! Como é linda sua família!

(Carlos Soares) disse...

Que lindo esse poema! Pode ir mas deixe pelo menos uma esperança,um facho de luz. òtima semana. bjs

Izi disse...

Oi,

poema belíssimo e q a luz sempre permaneça acesa.

boa segunda...bjos!

Luísa N. disse...

Bom gosto e sensibilidade é o que demonstra os textos que você posta em seu blog, Sonia!
Uma ótima semana, amiga!

Nazare Varella disse...

Bom dia amiga poeta! Você falou tudo!!!!

Victor Gil disse...

Oi amiga Sonia.
Uma boa semana. Agradeço o abraço para a minha mãe. És uma querida.
Este poema é lindo, mas quando é que vamos ter o prazer de ler mais um dos teus.
Beijos
Victor Gil

Princesa disse...

A vida se torna uma festa quando sabemos desfrutar das coisas normais do dia-a-dia.
boa semana
um beijo

Luis F disse...

Amiga

Como é belo mergulhar neste mundo e sentir o perfume das tuas palavras.

Com amizade
Luis

Carmem disse...

Sonia!...
Que lindo vir aki e ver tantas coisas belas...gosto mito de ler o que escreve...tens uma alma nobre, cheia de coisas que faz o coração se alegrar e perceber o qto somos felizes por viver...
Tua página é realmente um prazer ao nosso viver...

beijo amiga!... Ótima senana pra ti...

Carmem disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Antonio Paulo disse...

Belo como todos poemas que postas aqui nesse espaço. UM abraço e uma semana de luz e paz.

Mar Arável disse...

Pelo sonho é que vamos

Sempre

Rosemari disse...

Sonia

O poema é lindo e os filhos ( amores)também....beijos

Abdoul Hakime Zahrah al Jounoub عبد الحكيم زهرة الجنوب disse...

Adorei a Araucaria. Ela me tras lembranças bonitas.
Belo poema.
Até breve.

Wanderley Elian Lima disse...

Uai...que coisa linda Sonia.

Zilda Santiago disse...

Belo poema...Prazeroso por demais vir aqui ver as belezas de Floripa.Beijono coração Sonia.

Baby disse...

"Não te esqueças de deixar a luz da lua acesa",lindo...e eu diria:
para que a escuridão não nos confunda!

Bom fim de semana.
Beijinhos.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.