.

.

05 outubro 2009

Às tuas asas



A minha voz te alcançou
quando eu nem dizia,
quando eu trancava o verso
no coração.
Não havia revolta
no que eu não merecia,
não houve grito, dilaceração,
e pousou em mim a vida,
a minha vida que já ia... ia...
a minha vida encontrou a si.
Se eu sei o que me principia
e o que me traz de volta, pela mão,
deixo às tuas asas o meu vôo tímido,
às tuas aves a orientação...

Quando for o tempo,
de ser passarinho,
ser da natureza
do teu vôo e céu...
quando o meu querer
não for prisão,
mas poesia...
quando o sonho que não se adivinha
sonha, vibra, tece acordes,
teu,
quando o meu amor for, à travessia,
merecedor,
dou às tuas asas minhas asas vivas,
pra ser ave, livre,
pelo teu amor.

Yohana Rinnardi




Imagens de hoje: Praia da Joaquina, Florianópolis, por Eduardo Poisl

22 comentários:

EDUARDO POISL disse...

Muito lindo este poema meu amor.
Beijos te amo Sônia

Adolfo Payés disse...

Muy bello poema..

Un abrazo
Saludos fraternos..

Daniel Costa disse...

Sónia

O espaço tempo, nem sempre ajuda a visitas mais assiduas, mas adoro as fotos com que vais ilustrando os posts e as escolhas de poemas, como este muito belo de Yohana Rinnardi.
Daniel

Felicia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felicia disse...

Haja espaço, Sônia... para estar aqui e encher de emoção o nosso coração!Será que ele aguenta?

Quando o meu querer
não for prisão,
mas poesia...
quando o sonho que não se adivinha
sonha, vibra, tece acordes,
teu,
quando o meu amor for, à travessia,
merecedor,
dou às tuas asas minhas asas vivas,
pra ser ave, livre,
pelo teu amor

*Lindo Lindo Lindo!!!

Estou aproveitando para matar as saudades.

Beeijos

louca esquizoffrenica disse...

pra ser ave, livre,
pelo teu amor.

Liberdade para amar e ser amado,o sonho de qualquer mortal, muito lindo!!

desculpe felicia, mas felicidade todo o coração aguenta, e em grandes quantidades faz tão bem.

Beijo enorme e abraço desde este lado do oceano.um dia feliz

RosanAzul disse...

Olá Sonia! Como vai?
Agradeço o carinho da tua visita e comentário. Agora aqui nesse teu vento, senti uma saudade louca da minha terra...Lindo teu espaço!! Estarei te seguindo!
Parabéns Sonia! Abraços de Luz!
RO

Victor Gil disse...

Amiga Sônia.
Nunca andei de avião e acho que vai ser dificil conseguirem meter-me dentro de um. Mas para visitar essas terras maravilhosas, acho que vou até a nado rsrsrs...
Sempre fabulosas tuas fotos e poemas. Acho que um dia ainda vou aí.
Beijos querida amiga.
Victor Gil

Rosemari disse...

Sempre escolhendo poemas que nos eleva aos céus.

Kell disse...

Olá ilha, seu blog tem imagens lindíssimas. Adorei. Virei aqui sempre para curtir essas belas imagens e comentá-las. Abraços.

arobos disse...

Me deleitan esos versos.

Graça Pereira disse...

"Para ser ave livre, pelo teu amor"O amor quer espaço, precisa do céu inteiro para espalhar seus versos...
Feliz semana. Um bj Graça

Nilson Barcelli disse...

Gostei das escolhas, querida amiga, poema e fotos. Belíssimos.
Beijos.

Wanderley Elian Lima disse...

Sonia, bela escolha.
Um abraço

Maria L. Bózoli disse...

quando o meu amor for, à travessia,
merecedor,
dou às tuas asas minhas asas vivas,
pra ser ave, livre,
pelo teu amor.

lindo demais Sonia.....Parabéns e viva o amor!!

Beijos M@ria

poetaeusou . . . disse...

*
as tuas escolhas
são alados Prémios Nobel.
,
sublime, o teu post,
,
brisas serenas.
,
*

brasileirinha disse...

"QUANDO O MEU QUERER NÃO FOR PRISÃO, MAS POESIA".
LINDO. PARABÉNS PELA PUBLICAÇÃO.
GRANDE BEIJO. ÓTIMA SEMANA.

Mar Arável disse...

Bela

Joaquina

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Sonia danada, vc mudou a foto. Tá linda heim!
Hum...já disse que adoro esse teu canto azul?

Zilda Santiago disse...

Lindo poema Sônia;tive problemascom o PC,por isto andei sumida;a net tava péssima.Bjs no coração.Saúde e paz.

Layara disse...

sempre maravilhoso vir aqui e sorver letras tão lindas.

Beijos do meu Horizonte!

Meire Jorge disse...

Seu blogue tá cada vez mais lindos....não me canso de passar por aqui...parabéns. bjsss

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.