.

.

24 novembro 2009

Vôo



Alheias e nossas as palavras voam.
Bando de borboletas multicores,
as palavras voam
Bando azul de andorinhas,
bando de gaivotas brancas,
as palavras voam.
Viam as palavras como águias imensas.
Como escuros morcegos
como negros abutres,
as palavras voam.
Oh! alto e baixo em círculos e
retas acima de nós, em redor de nós as
palavras voam.
E às vezes pousam.


Cecília Meireles


Fonte de água doce em plena praia, trapiche dos Ingleses


O abundante verde das plantas que nascem até nas imensas pedras.

41 comentários:

Brancamar disse...

Como é bela a tua ilha! Bela como as palavras que voam...e pousam de Cecília Meireles.

Parabéns pelas fotos que sempre me maravilham.
Beijinhos

EDUARDO POISL disse...

Lindas imagens com um pelo poema.

"Cada pessoa que passa em nossa vida, passa sozinha
é porque cada pessoa é única e nenhuma substitui a outra.
Cada pessoa que passa em nossa vida, passa sozinha
e não nos deixa só, porque deixa um pouco de si
e leva um pouquinho de nós.
Essa é a mais bela responsabilidade da vida e a prova
de que as pessoas não se encontram por acaso. "

Charles Chaplin

Beijos com uma linda semana cheia de amor e paz.
TE AMO SÔNIA

♥ ♥ Eu disse...

O poema é belíssimo amiga,fazendo um conjunto perfeito com a harmonia das fotos.

mil beijos e noite linda prá vc!

Adrisol disse...

hermosos versos que acompañan a estas magníficas imágenes!!

gracias por compartir la paz y tranquilidad que tienes en tu isla..

besoss

Juliana Paez disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana Paez disse...

Como é lindo passear por seu blog....sinto-me perto de toda essa sutilidade quando leio palavras tão lindas....

Bjos da JU

direitinho disse...

As fontes me encantam e passo horas seguindo a bica da água a correr. Esta foto é maravilhosa.
É pena não estar mais cuidada.
O verde é bonito mas se estiver cuidado dá um brilho diferente.

O poema da Cecilia Meireles tambem
nos dá uma mensagem muito boa.
As palavras voam, como as borboletas e os passaros.... mas também pousam....

Chica disse...

Linda poesia de Cecília que fica emoldurada lindamente com tuas fotos.beijos,lindo dia,chica

Osvaldo disse...

Sônia;

Só o teres postado Cecília Meireles, vale bem uma visita ao teu blog,... juntando-lhe tão belas fotos!!!! tornam o poema divino.
bjs,
Osvaldo

Só Eu (Ricardo) disse...

Continua lindo o teu espaço. Lindo e com muita qualidade, traduzida nas escolhas dos textos bem como na beleza das fotos. Desculpa andar um pouco ausente mas o trabalho quase me mata.
Continuo a gostar de vir até a esta tua "casa".
Beijinhos ternos
Ricardo

meus instantes e momentos disse...

passando para te desejar um belissimo dia...
sempre tudo lindo aqui
Maurizio

(Carlos Soares) disse...

Que linda a relação, a comparação das palavras com as gaivotas.Ambas voam.Fui me deliciando e quando vi no final... autoria Cecília Meireles.Tinha que ser.Belas imagens também,Sônia

Bhavesh Chhatbar disse...

Being from Brazil, have you ever been to Amazon? I'm just mad about Amazon!

Your photographs are beautiful!!

Garden Lizard

louca esquizoffrenica disse...

As palavras voam , percorrem distâncias enormes para chegarem aos ouvidos de quem nos quer ouvir, as palavras voam e ainda bem . Beijos desde o outro lado do oceano.

Rúbida Rosa disse...

Porque as palavras voam, escrevemos!
Bjo

Everson Russo disse...

O bom do voo de nossas palavras é quando elas pousam no coração de alguem...um beijo querida amiga e uma bela quarta feira.

Fernanda disse...

Olá amiga Sónia!

Cecília Meireles só pode ser muito amada, especialmente por quem a conhece tão bem.
Confesso que estou a descobrir os poetas brasileiros de eleição pela vossa mão, muito obrigada.

As palavras voam, muitas vezes levem-nas o vento, mas às vezes pousam mesmo.
Lindíssimo.

Isaac Melo disse...

Oi Sônia,

Cecília Meireles é de fato uma poetisa fascinante.
As palavras voam... e nos encantam.

As imagens também são lindas!

Um grande abraço!

João Videira Santos disse...

Fotos e palavras com sentimento poético. Gosto!

Mahria disse...

Nossa adoro as palavras que Cecília Meireles deixou escritas.
E como voam as palavras. Como devemos estar sempre atentos para onde nossas palavras vao voar...

Bjinhos em ti
Mah

AFRICA EM POESIA disse...

obrigada pela visita...
estou a melhorar...
hoje partilho um sorriso diferente...
está a ser um Dia dos mais felizes.
hoje aqui em casa houve...NATAL...


beijos

a magia da noite disse...

palavras livres em céus azuis, são pássaros que em declives se precipitam sobre nós.

PARISINA01 disse...

Como siempre tu nos lleva por tus lindos paisajes de ensueños.

Me pongo a descanzar a la vista de estas lindas fotos.

Un beso enorme para ti.

Agulheta disse...

As palavras sempre majestosas de Cecília,indo ao encontro de belas imagens.
Beijinho Lisa

Ana Maria disse...

Voei até aqui e vi e li coisas maravilhosas!
Um grande beijo e que Deus esteja sempre com você.

Déia disse...

Oiii

hj eu queria voar, bem alto e pra bem longe, ficar numa pedra vendo o mar...

Obrigada por suas palavras e pelo seu carinho. Em breve tentarei me levantar!
bjs

Victor Gil disse...

Amiga Sonia.
O poema da Cecilia é lindo, as fotos como sempre, sem palavras, mas aquela fonte de água doce em plena praia, me deixou de água na boca. Isso aí é mesmo um paraíso.
Beijos querida amiga
Victor Gil

Sandokan disse...

Anda, amor; dá-me a tua mão!
Passemos a ponte e vamos à fonte
da devoção.

O sol vai a monte!
Passemos a ponte!
Dá-me a tua mão...sente o coração!

É lindo o passeio
Deste nosso enleio.
Saltemos! Corramos!
Vamos pelas margens, nas nossas viagens!

Nas margens do lago, onde agora estamos,
É o teu afago, que diz onde vamos.

O lago é o poiso do cavalo alado...
Sinto-me voar, nesse teu olhar!

Não posso fugir! Não quero cair!
Tu estás a zelar, p´ra me proteger...

sam rock disse...

Que las buenas nuevas siempre se posen sobre nosotros.

Un abrazo

REBELDE disse...

Quando for grande quero uma ilha assim e poemas como esses para ler...na ilha! Abrazo.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Sonia, as palavras voam e vão longe por isso de vemos tomar cuidado com elas. Lindo poema.
Um abraço

Daniel Costa disse...

Sónia

Postar poesia de Cecilia Meireles é garantia certa de postagem agradável, a juntar ao bom gosto das tuas fotos.
Daniel

Iana disse...

Amiga linda...

Venho agradecer seu carinho. atençaõ e apoio nete momento que estou atravessando que tem me sido tão difícil de suportar.

Ainda dói demais e quando lembro-me como foi fico pior ai...

Dói... dói... dói... demaisss!!!
Estou sempre a espera que ele me venha ligar. Que ele venha dizer que tudo foi engano e que esta vivo e esta voltanto pra mim o mais breve possivel.

Olho sua foto e agarro-me a ela, choro e lembro-me de momentos felizes e dos nossos sonhos que ficaram por realizar :((( eram tantos planos...

Um acidente estupido de carro na Suiça, andava de carro naquela neve e teve um acidente fatal que levou a vida do meu Davidee, ainda tão jovem e cheio de vida...

Morreu agarrado junto a minha foto, pedia aos medicos para tirar minha foto do bolço da camisa dele e colocasse junto ao peito para poder me sentir agarrada a ele, pois sentia tudo escuro e eu era a Luz que iluminava sua vida.

Os amigos me contam que foi uma sena comovente para a junta médica...
Enfim minha querida a vida roubou nosso sonho de amor... Dói tanto:(((

Beijos mil
da triste rosa amiga
Iana!!!

Rotiv disse...

O sonho do homem sempre foi VOAR :)
Um sorriso :)
Bjo

lidia disse...

GRACIAS AMIGA POR TU COMENTARIO EN MI BLOG! SE AGRADECE...OBRIGADO!
LIDIA-LA ESCRIBA
WWW.DELOQUENOSEHABLA.BLOGSPOT.COM

Flor ♥ disse...

Os versos de Cecília voam mesmo... com muita beleza!

Beijos, Sonia.

A Senhora disse...

É esse balé das palavras, como borboletas, que nos encanta, nos faz brincar com elas, mudar os sentidos, transformá-las, e servir de ponte para olhos e ouvidos que não só os nossos.

Hoje estava vendo um álbum de viagem que fizemos em Santa Catarina. Lembrei de você. :)

beijinhos

Karina Aldrighis disse...

Sempre linda a ilha e o poema, adoro sempre!

Ana Martins disse...

Muito bonito Sónia, tem a marca de Cecília Meireles.


Beijinhos,
Ana Martins

ematejoca disse...

Agradeço a sua visita e comentário no "ematejoca azul".
Para a não perder outra vez, vou levar o seu link.
O poema conheço e gosto muito. As fotografias convidam a sonhar com as próximas férias.

Uma braçada de selos estão à sua espera no "ematejoca azul"! Aceita-os???!

Um abraço de Düsseldorf!

Helena Castelli disse...

Você é uma suave brisa feito poesia.

Beijos meus, com carinho.
Helena

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.