.

.

08 dezembro 2009

Poema para um Quase Verão



Nas noites de um quase verão
entre as nuvens de uma chuva fina,
de asas abertas sombras e vultos se movem
entre os zumbidos que ecoam na noite...
São murmúrios escondidos,
são caricias do vento na verde ramagem.

Chuva, nuvens, estrelas
lua que brinca de esconde-esconde,
brinca comigo, com meus pensamentos.
Vem vento, vai vento... devagar
desprende as palavras deste poema à toa.

Brinca comigo, com minha alma
leva para fora os sons rasteiros das tristezas,
desperta a brasa destes mornos versos,
vai nas ondas deste mar,
desenterra os sonhos náufragos lá do fundo,
e deixa-os voar nas asas de uma gaivota,
plainando entre o mar e o céu
em uma rubra noite de verão...

Sônia Schmorantz




As imagens são, respectivamente, paisagem no trajeto entre Florianópolis e Itapema, Homem de Lata na rodoviária de Florianópolis e Meia Praia, Itapema-SC.

21 comentários:

EDUARDO POISL disse...

Lindíssimo poema!!! amo quando você escreve.

"É preciso muito pouco.
A alegria está muito próxima.
Mora no momento.
Perdemos a alegria porque
pensamos que ela virá no futuro,
depois de algum evento
portentoso que mudará a nossa vida"

(Rubem Alves)

Desejo uma linda semana com muito amor, paz e carinho.
Abraços com todo meu carinho.

The Unforgiven Souls disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sofia Duarte disse...

Por aí é quase Verão....

Por aqui é quase Inverno...

Mas brincar, brinca-se sempre!

Não fosse a criança dentro de nós uma das coisas mais belas que pudemos ser felizes em viver!
Belo poema!

Um abraço,
Ainda bem que gostou do meu poema :)

direitinho disse...

Bonito poema Sonia
Está cheia de magia que sabe conjugar com o vento e os pensamentos.

Juan Antonio Torron Castro disse...

Bonito escrito, precioso blog y fantásticas fotografias, como siempre me gusta mucho.
Un saludo y felices Fiestas.

Celylua - O blog das Letras disse...

Agradeço sua visita e palavras...
Fiquei muito feliz em ler suas doces palavras...
Adoro visitar seu maravilhoso blog!
Sempre repleto de brilhantes fotos e textos...
Parabéns querida!
Deus abençoe você e sua família.
Beijos no coração.
Felicidades!
Com carinho,
CelyLua, amiga e fã do seu brilhante blog.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Lindo demais.Sônia.Que esses sonhos náufragos, não, náufragos não, eu diria guardados... despertem com muita força.Parabéns. Um abraço

Everson Russo disse...

Simplesmente lindo, um quse verão que vem pra aquecer corações, almas e corpos cheios de desejo, um beijo querida e uma bela quarta feira pra ti.

Maria José disse...

Como sempre, belas fotos e belos textos. É sempre muito bom passar por aqui e experimentar estas boas sensações. Beijos.

Sandra Helena Queiróz Silva disse...

Que estes ventos de brisa leve,deixem sempre você com este ar benfazejo a quem lhe visita,parabéns e só elogios.

Lu Nogfer disse...

Amo as noites de um quase verao e a chuva fina!Uma delicia mesmo...
Que estas te inspirem cada vez mais!
Linda poesia!
Parabens!

Beijos

Adão Jorge disse...

Lindo!
Obrigado pelas palavras ao meu soneto, são elas que me dão alento para mais escrever!!!

ASS: Diferente

Maria L. Bózoli disse...

Nem sei mais o que dizer desta ilha que tanto me encanta.
Amo isso tudo aki e amo voce amigaaaaaaa.............Parabéns!

Adolfo Payés disse...

De regreso.
Por problemas de salud estuve ausente estos últimos días,
ya me pondré a la altura de sus blog para comentarles..

Pido disculpas por no poder pasar a comentarles.

Gracias

Un abrazo
con mis
Saludos fraternos de siempre..

REBELDE disse...

lindas imagens e bonitas palavras Abraço!

PARISINA01 disse...

Hola amiga querida, despues de cierto tiempo, me encuentro tu blog renovado y con nuevas fotos,
chulisimo...

besos

angel disse...

Um vento morno me trouxe até sua ilha e foi tão gostoso vir que queria ficar mais.
Tudo aqui é tão bom de se ver e de ler.
Abraço grande
angel

Flor ♥ disse...

Que delícia o clima por aqui... sempre com um ventinho bom e lindas paisagens! Lindos versos.

Beijos!

paula barros disse...

Um poema belíssimo, que junto com as imagens fica a nos deliciar.

abraços

Andrea disse...

Sonia, aqui não tem como não ficar sendo repetitiva...rs

Tudo é lindo de se ver, de ler, de sentir...

Bjo pra ti...:)

UIFPW08 disse...

Um lindo poema!!!

abraços
Maurizio

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.