.

.

17 abril 2014

Hoje...


Hoje não vou colher
nem laranjas, nem flores, nem amoras.
Vou ver crescer o dia
no redondo das frutas,
e ouvir sem pressa o canto destas aves.
Serão as mesmas de ontem?
Um dia a mais que fez de mim, que faz?
E as aves que cantavam,
se não são estas, onde
estão? O canto apenas se repete?
Aquela que ontem via
o que ora vejo, não é mais em mim?
Então eu me renovo
como as águas e as plantas?
Sou outra, ou me acrescento ao que já sou?
No entanto, é tudo igual,
embora eu saiba que só na aparência;
e meu prazer me vem
de estar sentada aqui,
detendo um tempo que se não detém.


Marly de Oliveira


8 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

A vida é isto. Renovação constante.

Pascoa feliz para todos vós

Cidália Ferreira disse...

Lindo.. adorei


Desejo que passem uma Páscoa feliz.
beijos
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Que texto mais lindo!!! FELIZ PÁSCOA!

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Que texto mais lindo!!! FELIZ PÁSCOA!

Ricardo- águialivre disse...

A vida é feita de contrastes e mudanças.
Que o seu caminhar seja de felicidade

Desejo uma Páscoa de muita Paz, amor, saúde, felicidade

Abraço
**********************
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Graça Pereira disse...

Com a Páscoa renovamo-nos com Cristo!
Santa Páscoa para ti e toda a família
Beijo
Graça

✿ chica disse...

Lindo! Vim desejar uma PÁSCOA alegre e muito feliz! beijos,chica

Elvira Carvalho disse...

Já atrasada para os votos de uma Páscoa feliz, não deixo de constatar que o poema é muito bonito.
Um abraço

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.