.

.

08 janeiro 2009


No fundo dos meus olhos,
quando eu não puder reconhecer
o brilho de outros sonhos
ou mesmo quando o riso
não trouxer ternuras e esperanças,
ainda há de restar a sedução do verbo,
aquele que me toma a alma em sobressalto,
aquele que arrebenta algemas do passado,
que estilhaça o painel da realidade
e me oferece
a taça inebriante do apenas imaginado ...
No fundo do meu peito,
quando o coração quiser calar
todas as vozes que me encantam,
emudecer canções que me acalentam,
silenciar acordes que me embalam,
ainda hei de escutar
uma orquestra de estrelas cristalinas,
miríades de graças ,luzes, cores, vidas,
pois onde a poesia está,
ali, eu vivo ...

Alphonsus Guimaraes

11 comentários:

Xana disse...

Muito bonito , boa escolha...virei cá mais vezes.

Bom fim de semana :)

Pelos caminhos da vida. disse...

Lindo,uma excelente escolha.

Otimo fim de semana amiga.

beijooo.

Isa disse...

Estou com + forças e voltarei,se Deus quiser,pq. me sinto bem aqui.
Beijo.
isa.

Nocturno disse...

Ler-te foi um momento divino, conseguiste com palavras aquilo que precisava de momento...

Encantar-me
Perder-me
viver um momento

A musica abraçou-me de tal forma que mesmo depois de terminar ficou o eco da sua ternura.

Bom fim de semana
Beijo

Daniel Costa disse...

Sónia

O poema de Alfhonso Guimaraes é cistalino, o morro e o mar, de que gostei, é que se apresentam menos.
No fundo tudo coisas de se apreciar.
Beijo,
Daniel

Ana disse...

Essa é a força da Poesia.

Um bom ano para ti.

FERNANDA & POEMAS disse...

Querida Sonia, bela poesia aqui nos deixas-te Amiga... Um bom fim de semana... Deixo-te um grande abraço de carinho,
Fernandinha

rouxinol de Bernardim disse...

Bela Poesia, cheia de encantamentos! Gostei!

Luiz Caio disse...

Oi Sonia! Como vai?
A poesia nos dá alento,conforto, amparo... Nos reconstroi, retirando-nos toda dor. Através da força da palavra, da sabedoria, e beleza dos versos!

MUITO LINDO ESTE POEMA!


TENHA UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA!
BEIJOS.

tossan disse...

Moça de duas artes! A a escolha de lindos poemas que não é fácil e as fantásticas fotografias. Bj

Maripa disse...

Que bom foi estar aqui .Senti a tua brisa e o teu sentir doce.

Obrigada pela visita e palavras deixadas no meu mar.

Beijo. E o meu carinho.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.