.

.

20 janeiro 2009


Porque me despes completamente
sem que eu nem perceba...
E quando nua
por incrível que pareça
sou mais pura...
Porque vou ao teu encontro
despojada de critérios...
liberto os mistérios
sem perder o encanto
do prazer...
Porque
quando nua
sou única
e exclusivamente
tua...

Isabel Machado
Poetisa brasileira

12 comentários:

Daniel Costa disse...

Sonia

Excelente o poema, excelente e apropriada a ilustrãção. Talvez, deformação profissional, a maneira como se ilustra, diz-me muito.

Daniel

Espelho disse...

Por que nua leva o sentir puro...

Beijo

Inês disse...

Belíssima escolha, Sônia!

O amor é assim, desnuda sem despir.

Beijo,

Inês
DOIS RIOS

Márcio Ahimsa disse...

EiSônia, esse despir completamente é que faz a alma aparecer...

Beijos, querida.

Saara Senna disse...

Esse poema é envolvente, porém suave! Adorei!

Obrigada pelo carinho, também serei sua seguidora, gosto desses estilos de poema.

Beijos e ótima semana!

:)

Baby disse...

Lindo o poema de Isabel Machado, excelente a tua escolha.
Este intercâmbio de poetas e poemas é excelente, pois nos dá a conhecer uns e outros,o que de outra maneira dificilmente aconteceria.
Também apreciei imenso o poema que deixaste no Barlavento de Osvaldo Montenegro.

Um beijo.

Carla disse...

muito bom este poema
beijos

O Profeta disse...

CONVITE

Porque as palavras são tantas, imensas, são ternura o afago, cruéis ou vil loucura. Quando ditas não voltam à boca.

Convido-te a partilhar “ALQUIMIA DAS PALAVRAS” no lançamento do livro com o mesmo nome da autoria de Armando Moreira, que terá lugar no dia 24 de Janeiro de 2009 pelas 21 horas e 30 minutos no Coliseu Micaelense.

O livro será aberto e do seu interior irão brotar canções, histórias e teatrices numa noite em que o feitiço estará presente e será servido por actores, cantores e poetas com a magia da Palavra…


Mágico beijo

Diogo Caceres disse...

Oi Sonia, mais um grande poema!!
Blogs como esses são templos p/ cultivar o pensamento e o sentimento... grande abraço e muita paz, abraço!!!!

O Faroleiro disse...

Obrigado por me seguir.

Este poema é lindo e a sua mensagem é imensa e muito nobre. A imagem foi bem escolhida porque traduz a vulnerabilidade de quem está apaixonado.
Fique bem

Pelos caminhos da vida. disse...

Belo!

beijooo.

Mauro Castro disse...

Nossa, mais uma amiga na ilha da magia! Fico feliz de tê-la entre os seguidores do Taxitramas.
Adoro Santa Catarina. Vi que tu curte fotos. Tenho umas muito belas ai das praias de Santa. Se quiser eu te mando.
Há braços!!

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.