.

.

07 janeiro 2009

Quarenta e tantos...


Fica comigo para contar estrelas
Para caminhar na chuva pela rua
Quero vagar contigo pela praia
Poder molhar os pés a beira mar

Vamos dormir juntinhos numa rede
Dar beijos longos sob a lua cheia
Tomar sorvete direto do pote
Vendo TV embaixo do edredom

Logo começa a nova temporada
Do seriado que sempre assistimos
E eu sem dizer o tanto que te amo
Me dá quarenta anos do teu lado

Para eu não ter chance de esquecer de nada
Para eu ter idade pra esquecer de tudo
E depois dá quarenta outros tantos
Para eu poder viver tudo outra vez.

Anderson Santos

6 comentários:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Caminhar na chuva, vagar na praia,dormir juntos e ver tv enbaijo do edredom é tudo te bom para que se ama como nós...
Beijos te amo muito
Está tudo muito lindo aqui...

Daniel Costa disse...

Sónia

Apreciei, como venho apreciando, o que julgo ser a tua linha de pensamento, pelo que fazes e pelas escolhas. A diversidade de mentalidades, é sempre benéfica, para a nossa própria.
Beijo,
Daniel

(Carlos Soares) disse...

Muito bacana e aconchegante seu blog.Belos textos tanto os transcritos, como principlaente os de sua autoria.Muito alto astral.Bom dia

Baby disse...

Um poema a um amor antigo, mas que ainda alberga muitos sonhos.

As tuas fotos são lindíssimas e revelam a tua paixão pelo mar.

Beijos e votos de Bom Ano.

Maysha disse...

Lindo poema, apreciei deveras, tambem sou apaixonada pelo mar.

Um lindo dia e um beijo

Pelos caminhos da vida. disse...

Que post aconchegante e gostoso.

Bom dia amiga.

beijooo.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.