.

.

19 fevereiro 2009


Eu queria ter feito um poema diferente...
Diferente de todos que já li.
Queria ser poeta não para dizer o que já vivi,
Mas para falar de sonhos sem pressa,
Fazer um retrato da alma,
De uma alma que não pertence a um dono
Mas integra-se na natureza,
Dilui-se no mar...
Queria cantar sentimentos
Que me brotassem na alma e
Trouxessem a calma perdida...
Queria ter escrito um poema
Mas fiz rabiscos sem rimas,
Brinquei com as palavras,
Depois fiquei tão cansada
Que adormeci sonhando contigo.
Descobri fechando os olhos que
A poesia não estava na letra morta
Mas no cheiro do teu corpo ao meu lado...

Sonia Schmorantz

21 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA SÓNIA, SUBLIME POEMA AMIGA... ADOREIIIIIIIIIIIIIIIIIII
QUERIA PEDIR-TE DESCULPA, QUE O TEU COMENTÁRIO NO FERNANDA E POEMAS APAGOU-SE, POR CAUSA DAS FOTOS... BEIJINHOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Fátima Borges disse...

BELÍSSIMA COMO SEMPRE.
TENHO NOVIDADES PRA VOCÊ NO BLOG.
DÁ UMA PASSADA POR LÁ. BJS

José Carlos Brandão disse...

Queria cantar
tudo que trago em mim:
teu corpo ao meu lado.

Um grande abraço.

rouxinol de Bernardim disse...

Cara Sonia:

Poesia assim, de carne e osso, é que faz bem `a saúde!

Parabéns pela excelente opção!

E muito sol na alma!!!

Olhar o mar disse...

Qualquer coisa que escreve solta poesia e é um prazer para quem visita este seu blog

Bom fim semana e ótimo carnaval

olharomar

Helio Herbert disse...

Adorei o poema e adorei também o novo formato do seu blog.Parabéns e continue com toda essa força de guerreira.do amigo Helio Herbert e família.

Xana disse...

Que lindo Sónia, gostei tantoooo :)
beijinho e goza bem o Carnaval com o teu amado

neide disse...

Sônia querida
Como é bom vir aqui, só amor, o melhor dos sentimentos.
Quero lhe desejar um feliz final de semana e que tenhas um carnaval maravilhoso e se não brincar, um ótimo descanso.

Bjss linda.

Rosani Nauar disse...

Querida Amiga

Que poema lindo, me tocou fundo da minha alma, nao sei escrever palavras bonitas...so digo q minhas lágrimas escorre pelo meu rosto, vc mais ninguém sabe porque...amor tem que ser vivido plenamente até última gota.


beijos

ลndreia disse...

Queremos sempre escrever um novo poema... sem erros. *

Saara Senna disse...

Lindo seu poema! Muito inspirada você :)

" Liberta-te....
e corre em demanda da felicidade.
Deixa-te encantar pelo mar,
as aves e as flores...
e vê como todos se vestiram de festa
por causa de ti."
Emmanuel Geibel

Beijo grande :)

Bandys disse...

Sonia,

Sonia,
Muito legal sua pagina..principalmente esse poema.

Ando meio afastada da net, mas fique sabendo que leio todos os comentarios e visito os blogs.Principalmente o seu que é cheio de energia!!

A imagem é linda!!!!

Beijoss

Carlos Veiga disse...

Olá!
Muito, muito bonito o poema que escreveu!
Já agora, um óptimo fim de semana!
Bjs

Carlos Veiga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sônia Brandão disse...

E que bela descoberta!
Gostei muito do poema.
Beijos e um bom carnaval.

águia_livre disse...

DIVINAL

Bom Carnaval
.

meus instantes e momentos disse...

ótimo ( como sempre ) tenha um belo carnaval.
maurizio

*Lisa_B* disse...

Sónia
adorei ler este seu poema, ficou muito lindo mesmo.
Beijinhos

Ana Lúcia. disse...

Sonia
A poesia esteve presente aqui em cada palavra, em cada vontade, em cada recado, em cada instante...
Adormeceram os olhos, mas as palavras fizeram um marco que a vida transforma em eternidade poética!
Belíssimo!!
Bom carnaval!!
Beijãozinho, paz, sorrisos, vida!!

Fernando Claro disse...

EStimada Sonia,
Tudo bem?

Lindo blogue, ótimo conteúdo!

Pelo belo sorriso que você ostenta e nos brinda tudo está a indicar que o cheiro permanceu após você ter aberto os olhos...

Saudações fraternas, com liberdade e poesias, mesmo sem rimas...

Fernando

O Poeta da Noite disse...

Simplesmente lindo. Adorei...

Encoberto

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.