.

.

23 fevereiro 2009

PIERROT


Eu, pierrô, encubro a alma
com trapos de fantasia.
Sob a máscara do rosto
mudo o pranto em alegria,
disfarçando a dor que sinto
por esta pesada sina
de não ser, na contradança,
par da linda Colombina.
Pelos salões, vejo em mim,
insano frangalho branco
com mil cores camufladas,
outro doido saltimbanco:
um caricato Arlequim
a bailar sem sua amada.

Tânia Melo
Imagem: http://nimbypolis.blogspot.com/

18 comentários:

Luiz Caio disse...

Oi SONIA!

UM BONITO POEMA DE CARNAVAL!

PASSEI PARA VER AS NOVIDADES E DESEJAR-LHE UMA ÓTIMA SEMANA!

BEIJOS

Isa disse...

Que delicioso o poema.
Aproveita o resto do Carnaval.
Beijoo.
isa.

Pedro S. Martins disse...

o carnaval é o estilhaçar do escudo humano.

Osvaldo disse...

Oi, Sônia;
Também na vida real, uns nascem para Arleqins, outro para Pierrots, mas Colombinas, essas nasceram para brincar com eles...
Bom Carnaval.
bjs
Osvaldo

Arantza G. disse...

Aprovechando las fechas...bello poema de carnaval.
Un poco triste...
Besos

Aníbal Raposo disse...

Olá Sônia,

Passando para ver as tuas poesias e escolhas sempre de grande qualidade.

Bom carnaval.

miluzcintila disse...

Achei o seu blog lindo!
Parabéns!
miluz

Maria Madalena Schuck disse...

Olá Sônia, estou passando para desejar um ótimo final de feriado!
A cada vez que venho te visitar, mais me encanto com teu blog!
Parabéns!
Tenha uma semana divina!
Beijos.

Nilson Barcelli disse...

Um belo poema caranavalesco.
Gostei.
E da foto também ("roubou-ma" do meu blogue... fez muito bem, se o fez é porque gostou e ela nem é minha...).
Bom Carnaval.
Beijo.

Cleo disse...

Um lindo poema de carnaval, Arlequins, Pierros e Colombinas, todos no salão, assim a vida baila no carnaval.
Beijos carinhosos.
Cleo

águia_livre disse...

O Carnaval é propicio aos sonhos.

E quem não sonha?...

Visitem:

http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.com/

Sejam felizes
.

Luísa disse...

Ainda bem que vem um dia em que a máscara se impõe e se transforma a tristeza em alegria...para retemperar energias e voltar a poder suportar o peso pesado da tristeza por não conseguirmos sorrir.

O Carnaval apenas nos apoia, não nos transforma!
Belo poema...

Daniel Costa disse...

Sonia

Um carnaval interessante este dos salões, de Tânia de Melo. Vivi-o um pouco em mais novo, era o que apreciava.
Daniel

Branca disse...

Oi Sonia,

Tem Selo Personalizado lá no Sentimentos dedicado a todos os amigos, sinta-se a vontade pra pegar ou não...bjos!

Fada do Mar Suave disse...

Tudo lindo e muito bom gosto.
Um prazer estar aqui.
Beijosss

Ana Martins disse...

Muito bonito, grata pela partilha!

Beijinhos,
Ana Martins

Jaclo disse...

Muy bonito.
Saludos

Maria Clarinda disse...

Maravilha de poema !!!!Jinhos mil

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.