.

.

11 março 2009

HOJE EU ME VESTI DE OUTONO


Hoje eu me vesti de outono.
E desliguei as luzes
daqueles longes tempos.
Andei pelas ruas entre as folhas.
Enquanto a lua
me contava segredos.

Hoje eu me vesti de outono.
E os termômetros
resolveram ser gentis.
Reli os livros que ainda estão sendo impressos.
E encontrei frases lilases, púrpuras, violetas.

Hoje eu me vesti de outono.
E decidi ir comigo ao lugar imaginário.
Lá estava eu a me esperar com uma história.
E isso era o que menos contava.

Hoje eu me vesti de outono.
E o outono se vestiu para mim.
Ambos nos vestimos
para a vida.
E quando vimos
já era inverno.

(autor desconhecido)

22 comentários:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Assim como o oceano só é belo com o luar
Assim como a canção só tem razão se cantar
Assim como uma nuvem só acontece se chover
Assim como o poeta só é grande se sofrer
Assim como viver sem ter amor não é viver
Não há você sem mim
Eu não existo sem você

BEIJOS TE AMO MUITO

Daniel Costa disse...

Sônia

Tal como aprecio o Outono, que aqui termina a 22 de Dezembro, gostei do poema, anónimo, mas retratando a, interessante, realidade climatérica.
Daniel

Isa disse...

Sônia,lindo...
Porém hoje vesti-me de Primavera!
Amo o Outono.
Mas o meu coração tem 15 anos...hoje.
Beijoo.
isa.

tossan disse...

O outono vai chegar ao crespar da ventania da ilha, as folhas num desfalecer flutam-se pelo ar, vão caindo...Muda a paisagem!

Beijo

Carmem disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carmem disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carmem disse...

É a estação mais sublime!... Sinal que vem vida nova!
Muito bom o post!

Beijo

Xana disse...

O Outono e as suas cores fantásticas... gostei muito do poema que escolheste :)
beijinhos

silvioafonso disse...

.

Eu não procuro motivos ou razões para gostar de alguém ou de alguma coisa, mas se estes fossem o meu propósito, gostar deste blog seria fácil, muito fácil. Seus textos não confundem, mas sacodem. Não provoca, mas chama à atenção, não rasga bandeira ou canta um hino de provocação, mas não deixa de dar sua opinião, sempre serena e inteligente.
É fácil gostar de pessoas que não atiram para qualquer canto desde que por lá, um movimento se faça.
Quero abraçar o responsável e caseiro desta página, pelo espaço que, a mim tem dado.

silvioafonso.





.

(Carlos Soares) disse...

Que poema maravilhoso! E olha que estou preparando um texto sobre o outono, essa estação tão simpática, que significa renovação, soltando as folhas secas ao vento, como prenúncio de um novo tempo. Lindo mesmo. Tem tantos textos e poemas de autores desconhecidos,uma pena ão é?bjsss

Eu sei que vou te amar disse...

Lindo poema...um vestir que nos transporta para um momento particular da vida...e como sempre nada é imutavel!
As cores vestem lindamente este poema!
Beijo doce

Antonio Paulo disse...

O céu mais azul de todas as estações.
Lindo esse poema.

Joéliton disse...

Lindo texto..gosteii

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA SONIA, BELO POEMA AMIGA... NÓS AQUI EM LISBOA TEMOS UM LINDO DIA DE PRIMAVERA... UM GRNDE ABRAÇO DE AMIZADE E CARINHO,
FERNANDINHA

Vieira Calado disse...

A diferença entre o Hemisfério Sul
e o Norte!...

Eu, hoje, me vesti de Primavera!


Beijinhos

Arantza G. disse...

En el otoño de mi vida, respiro la esperanza de que llegue la alegría, la primavera.
con ella, me haré una guirnalda de flores y danzaré a la luz de la luna.
Besitos.

Luísa disse...

Outono cheira a renovação!
Deixa no ar a esperança do que está para vir.
Belo poema, Sónia!
Que a nova estação a faça inspirar novos versos e contares de amor, para a delicia de todos os seus leitores!
Beijinho terno!

A.S. disse...

As cores quentes de Outono, possuem a sabedoria de quem já viveu uma vida! Mas, tal como na vida, o vento sempre é impiedoso!...


Belo poema!

Beijos...

mundo azul disse...

_________________________________


...vestir-se de outono! Que imagem mais bonita...


Obrigada, Sonia, pelo belo poema!

Beijos de luz e o meu carinho...

__________________________________

Pelos caminhos da vida. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pelos caminhos da vida. disse...

Adoro o outono,e já esta pra chegar.

beijooo.

Izinha disse...

Lindo poema, é como sonhar acordada.

bjos e um noite lindinha prá ti!

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.