.

.

29 abril 2009

Inclinação do tempo


À tarde com as sombras inclinadas
nos prédios nas paredes
as aves perpetuam o regresso
do tempo que decai.

As aves que se inclinam na distância
das sombras desta tarde
cai a tarde com as aves e o tempo.
detrás da nua cortina.

A esquina da tua face inclinada
tecida sobre o tempo
uma ave borda o vôo na toalha.

A linha branca e a azul
a cor do céu azul da cor do céu
inclina o vôo da ave.
descanso a ave no tempo inclinado.

José Do Nascimento Félix – Angola/Portugal
Imagem: Sônia por Eduardo Poisl

17 comentários:

Sonia Regly disse...

Amiga:
Precisei mudar o endereço do Compartilhando as Letras.Esse é o novo link, gostaria que vc atualizasse para continuar recebendo as atualizações.
www.compartilhandoasletras.com
Obrigada

Mahmood disse...

Hi Sonia Schmorantz! The photgraphs are so good. Spent nearly 30 minutes gazing at them. One more thing. Please in your edit profile give your blog url as your home page url. In google friends connect widget your blog link is not showing. Wish you all the best.
http://health-care-you.blogspot.com

Adolfo Payés disse...

Hermoso poema la tarde, la vida, la reflexión, el mar... el tiempo

precioso

saludos fraternos
con el cariño inmenso de siempre
besos

momo disse...

que inveja me dás , com os pés tocando o água , e sentindo a brisa do mar. Um abraço com nostalgia.
te deseo un feliz fin de semana.
(junto al mar)

Peter Pan disse...

Linda Amiga:
MUITO OBRIGADO pelo seu maravilhoso gesto da carinhosa visita que venho agradecer.
Para si, um sorriso sentido e sincero do fundo da minha Alma.
Sabe, há pessoas e pessoas, entende?
AÍ é que reside a "diferença"...
Um poema lindo. Sensível. Doce. Como VOCÊ.
Beijinhos amigos e parabéns pela sua pessoa encantadora e repleta de sensibilidade magistral e de fascínio...
Com todo o meu respeito, estima e consideração que guardarei só para mim...
Maravilhado pela sua pureza, beleza e ternura

pena

Bem-Haja, Gigante Amiga Enorme.
Merece toda a Felicidade do mundo. Seja feliz!

meus instantes e momentos disse...

ótimo post. Gosto de voltar aqui.
Maurizio

Xana disse...

hummm adoro passear à beira mar, e esse sitio parece ser lindo:)
quanto ao teu post eu acho que todos nós andamos no tempo um pouco inclinados, ele nos comanda...umas vezes gostoso outras nem por isso !

beijinhos

Adrisol disse...

gracias por compartir tu paseo por la playa!!!
el mar y su brisa....haces que estemos a tu lado caminando...
bello poema, diosa

besitossssssssssss

Baby disse...

Belas imagens qque nos ofereces no teu post e os poemas, sempre belos e diversificados!
Que o fim de semana prologado te proporcione paz e bem estar.
Beijinhos.

Isa disse...

Sentimental como sou gosto de vos visitar.
Tudo aqui é lindo,suave,colorido.
Beijo.
isa.

Flor de Lótus disse...

Bom dia!
Uma perfeição desde as imagens,como aos textos lidos aqui.
Parabéns!
Agora sou do tamanho do nosso belo sonho,te componho sonatas,te proponho serenatas..

Melodia ao raiar do dia...
Um dia de muita luz!

Daniel Costa disse...

Sonia

Gosta-se do poema e não se pode deixar de exaltar a foto, outro poema! A praia, a serenidade do mar e o belo busto feminino, caminhando ao longe, tudo dá a sensação de serenidade.
Daniel

Reggi* disse...

Como sempre colocando poemas lindoos.. !! *--*
linda a fotoo.. queria tirar uma foto assim.. =D
beijãooo..
BOM FERIADO.. =*

©tossan disse...

Lindo poema! Gostei da fotografia do Eduardo. Bons feriados nessa ilha maravilhosa. Beijo

SAM disse...

Foto e poema maravilhosos, amiga!

Beijos e ótimo feriado.

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...un hermsos lugar donde la arena se vence del mar... sonia un beso de olas jose ramon.

Thaís disse...

Adorei sua pagina, muito criativa e nossa passou uma paz pra mim.
Otimos poemas, ainda nao li todos, mas adorei os poucos que lindo. Parabens!

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.