.

.

18 maio 2009

Escrever


Escrever é
Passar a limpo impressões
Transa solitária em um universo clandestino
Parir entre febres
Rir de si e do mundo lá fora
Sobreviver amando o impossível
Obrar entre terapias
Amar metamorfoses...

Idalina Krause

12 comentários:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Lindo poema e muito bonita imagem.
Beijos te amo

Arantza G. disse...

Escribir es mi vida, es el hijo que no protesta, el amante que te acaricia.
Besos

Adolfo Payés disse...

precioso..
que belleza se siente visitarte

saludos fraternos
un abrazo

≈ Estrellita ≈ disse...

que bello Soonia siempre un gusto venir a saludarte, que estes bien amiga un beso.

Nilson Barcelli disse...

Curioso que o meu último tema também fala de parir...
Gostei do poema, que é muito bom.
Acho que nunca tinha lido nada desta autora. Obrigado pela partilha.
Boa semana, beijo.

Rosemari disse...

VErsos profundos, de plena interiorização. Alma e escrita, juntos a manifestar se forma sublime na poesia.

Isaac Melo disse...

Querida Sônia,
que blog encantador: poesias, imagens, tudo.
um forte abraço!

neide disse...

Poesia linda e foto belíssima.

Sonia, tenha uma semana iluminada.

Bjss

poetaeusou . . . disse...

*
parir palavras,
é redigir . . .
,
brisas suaves,
,
*

Mar Arável disse...

Escrever

é riscar

o branco

onde tudo acontece

i ILÓGICO disse...

é isto!!!
lindo.
abraço-te

Codinome Beija-Flor disse...

Sonia,
A sua foto andando na praia é tão linda que parece um cartão postal.
Acabei de "passear" pelo blog do Edu.
O sentimento que se vê é que o amor mora lá e aqui.
Vocês são de fato uma inspiração para nós.
Bjos

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.