.

.

09 maio 2009

IGNOTUS


Eu não sei quem Tu és. Mas sei que Tu existes,
e sei que és Tu que acendes as estrelas lá no Alto,
e o lume, às vezes, da alegria na pobreza dos meus olhos tristes.

Eu não Te vejo, eu não Te falo, senão no silêncio secular
das noites insones e profundas, em que meu corpo se apaga,
e minha alma é uma chama inquieta a crepitar ...

Eu Te quero e Te temo, pávido, esquivo e ansioso ...
E pela vida inteira,
se Te fujo - olhos sem luz para não ver-Te,
ouvidos surdos para não Te ouvir
sinto o Teu esplendor doer na minha tórpida cegueira,

e ouço o rumor augural dos remos do Teu barco, lento e lento
a ferir, com seu ritmo de Absoluto,
a água noturna do meu pensamento ...

Abgar Renault

12 comentários:

©tossan disse...

Que poema lindo de Abgar Renault!
Bons ventos levem a paz, amor, harmonia e muita saúde nessa ilha maravilhosa para deixar bem claro que o dia das mães são todos. Beijo

Luísa disse...

Lindo poema, Sónia!
Deixa-nos a reflectir e a repensar a nossa atitude perante tudo o que nos transcende!
Beijinho terno!

FELIZ DIA DA MÃE

Luísa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Isa disse...

Feliz dia da Mãe!
Parabéns à sua Mãe,em especial(ñ
fica ciumenta,tá?).
Beijo.
isa.

António Rosa disse...

Bom dia,

Informação:

Na próxima quarta-feira, dia 13 de Maio, a partir das 00:01, entrevista com Murilo Hildebrand de Abreu, dos blogues «Palavra de Osho» e «Os nascimentos das palavras» no meu blog «Cova do Urso»

http://cova-do-urso.blogspot.com/

O dia 13 de Maio tem um significado especial para Portugal e Brasil. No nosso país ocorreram as aparições marianas em Fátima e no Brasil, a escravatura foi abolida. Osho, Murilo e eu não poderíamos estar mais sintonizados com uma data tão especial.

Estando você na lista de blogs do Palavras de Osho, talvez queira conhecer o homem que edita um dos blogs mais interessantes da actualidade. Apareça para dar um alô ao Murilo.

Quarta-feira, dia 13 de Maio, a partir das 00:01

Grato

António Rosa

(Apesar de estar a promover a entrevista do editor do Palavras de Osho, fiquei gratamente surpreendido e apreciei o seu blog, que não conhecia. Parabéns.)

Cadinho RoCo disse...

Existem poemas que não satisfeitos com nossa leitura clamam por nosso declamar. E declamo e sinto e respiro e exponho ao vento da voz, palavra por palavra daquilo que então da palavra passa a emanar sentimento.
Cadinho RoCo

Ernani Netto disse...

Lindo esse poema!

Nos faz repensar o que buscamos em nossas vidas!

Bjaum

Maria Emília disse...

Belissima imagem e poema. Não sei quem tu és. Mas sei que tu existes.
Um beijinho,
Maria Emília

Mariazita disse...

Muito lindo, este poema de Abgar Renault.
A imagem também é muito bonita.

Desejo um muito feliz Dia das Mães!

Beijinhos
Mariazita

Daniel Costa disse...

Sonia

Fixei: "água noturna do pesamento!" É facto, o pensamento noturno, para mim de madrugada, é o melhor, há mais disponibilidade mental!

Daniel

Osvaldo disse...

Oi Sonia;

Você prova que não é preciso ver para acreditar e este belo poema ao Criador do Universo é um afirmar que se tudo temos, tudo a Ele devemos...

Belissimo de fé, este poema. Parabéns.

bjs,
Osvaldo

Vincent disse...

Lyrique et original !!!
Voir photrom.fr
Laisser un commentaire

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.