.

.

10 maio 2009

Inquietação


Chove em silêncio,
Pingos incessantes de poesia,
Formando molhadas reticências...
Há uma chuva em mim e
Seu reflexo cinza, triste,
Oculta a alegria colorida dos
Dias sem medo que eu tinha no coração.
Há uma melancolia sem cor,
Há uma chuva feito versos,
Que corre dentro do coração....
Não quero entender o que não tem explicação...
Quero silêncio depois do vento,
Quero um novo arco-íris num céu primaveril
Quero uma alma quieta, uma luz que silencie,
Quero outra vez ser chuva de verão,
Serenidade, solo que absorve,
Mar, montanha, flor, lua cheia,
Amor e vida, em meu coração....

Sônia Schmorantz
Imagem: Internet

26 comentários:

Palavras de Osho disse...

Para variar, maravilhoso!

Osvaldo disse...

Oi, Sonia;

Pingos de poesia... Pingos de amor pela mesma e o prazer de nos ofereceres todas essas belezas literárias...

És divina na maneira brilhante, como poetisas teus pensamentos.

bjs
Osvaldo

Gleidston disse...

Uma poesia de fazer encher os olhos de quem lê,linda linda, parabens Sonia.

otima semana pra voce.

bjcss

O Profeta disse...

As andorinhas do Mar chegaram
Com alegria tatuada nas penas refulgentes
Soltam chilreados estridentes
Dançam no azul, rodopiam contentes

A maresia adormeceu na areia
O mar transformou-se em espelho de água
Uma nuvem mirou-se nele
Verteu uma última gota de mágoa


Boa semana


Doce beijo

LOURO disse...

Querida amiga Sónia,

belo poema...Parabéns!!!

Há uma chuva feita de versos
Que corre dentro do meu coração.

Gostei!!!

Beijinhos de carinho e amizade,

Lourenço

Rosemari disse...

Sonia

Os versos fluem de seu coração como uma fonte que jorra agua cristalina.
A Poesia é assim, em pingos ou em cascatas ela fala do que vai no mais profundo de nosso ser.
Lindo!!BEijos

Eu sei que vou te amar disse...

Maravilhoso! Este sentir onde as gotas da chuva tocam no mais intimo de nos, alem das palavras perfeitas e sentidas!
Adorei a foto que veste seu blog, a alegria de sentir a agua fresca, pura e imaculada!
Um beijo

Ernani Netto disse...

Quero um novo arco iris também!!

Bjaum

Carmem disse...

Coisa muito linda!...Adorei...

Obrigada pelo carinho de sempre!

Beijo e ótima semana!

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Faça uma lista de grandes amigos,
quem você mais via há dez anos atrás...
Quantos você ainda vê todo dia ?
Quantos você já não encontra mais?
Faça uma lista dos sonhos que tinha...
Quantos você desistiu de sonhar?
Quantos amores jurados pra sempre...
Quantos você conseguiu preservar?
Onde você ainda se reconhece,
na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria?
Quantos amigos você jogou fora...
Quantos mistérios que você sondava,
quantos você conseguiu entender?
Quantos defeitos sanados com o tempo,
era o melhor que havia em você?
Quantas mentiras você condenava,
quantas você teve que cometer ?
Quantas canções que você não cantava,
hoje assobia pra sobreviver ...
Quantos segredos que você guardava,
hoje são bobos ninguém quer saber ...
Quantas pessoas que você amava,
hoje acredita que amam você?
(Oswaldo Montenegro)

Desejo uma semana com muito amor, carinho e saúde
Um grande abraço e muitos beijos te amo
Eduardo Poisl

Eu disse...

..."Quero outra vez ser chuva de verão,
Serenidade, solo que absorve,
Mar, montanha, flor, lua cheia,
Amor e vida, em meu coração..."

Lindo mesmo!
Pude até sentir o cheiro da chuva.
Beijo grande e linda semana.
Elida

Wanderley Elian Lima disse...

"o amor é vida , em meu coração...", deveria ser vida no coração de todos, mas...
Uma ótima semana para você.
Um abração

António Rosa disse...

Perfeito. Que ilha linda, este blog.

Pena disse...

Um poema lindissímo. Delicioso e doce.
Quanta beleza e ternura.

"...Há uma chuva feito versos,
Que corre dentro do coração....
Não quero entender o que não tem explicação...
Quero silêncio depois do vento,
Quero um novo arco-íris num céu primaveril
Quero uma alma quieta, uma luz que silencie,
Quero outra vez ser chuva de verão,
Serenidade, solo que absorve,
Mar, montanha, flor, lua cheia,
Amor e vida, em meu coração...."

Admirável. Fabuloso.
Sem palavras...
Beijinhos de imenso respeito.
Excelente. Adorei!
Sempre a considerá-la...

pena

Adolfo Payés disse...

Bellos como siempre tus versos. nacidos del alma poeta de tu presencia..

un gusto inmenso leerte.

saludos fraternos
un abrazo inmenso

besos

Maria Emília disse...

Que beleza de poema descrevendo tudo o que uma alma pode querer.
Espero que a sua mãe continue a melhorar. Tenho pensado nela em minhas orações.
Um beijinho,
Maria Emília

Luísa disse...

Mas que belo poema!
Sónia, mulher sensível e terna
Escreve no seu blog, o melhor de si
O reflexo duma mulher moderna!

Tem um gosto refinado
Com imagens muito belas
Dá-nos posts animados
navegados nas suas caravelas!

Muito bonito, Sónia!
Este vento da tua ilha, traz para terras europeias muitas palavras belas carregadas de emoções!

Beijinhos lusos!

Vivian disse...

...boa semana, linda poetisa!

bj, bj

Sidney Ramos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Layara disse...

Querida, há dias assim...
Há dias sentidos...
Dias de chuva calma
molhando tantas reticências...

Lindas Letras!


Boa Semana!
Beijos!

iilógico disse...

simples assim... gostei. como seus desejos.

obrigado pela visita e pelos votos!

bju-te

neide disse...

Querida Sônia, que lindo poema!
Feito com o coração transbordando de sensibilidade. Adorei.

ótima semana.

Bjsss

Sidney Ramos disse...

Que bom, mesmo que as vezes o silêncio faça um barulho imenso. Mesmo em alerta, dá pra sentir um pouco de paz no coração.
"Quando eu nasci" homenagem a sua mãe.

"Quando eu nasci,
ficou tudo como estava,
Nem homens cortaram veias,
nem o Sol escureceu,
nem houve Estrelas a mais...
Somente,
esquecida das dores,
a minha Mãe sorriu e agradeceu.
Quando eu nasci,
não houve nada de novo
senão eu.
As nuvens não se espantaram,
não enlouqueceu ninguém...
P'ra que o dia fosse enorme,
bastava
toda a ternura que olhava
nos olhos de minha Mãe".

José Régio

REGGINA MOON disse...

Sônia,

Muito grata pela visita!!
Belíssimo esse Poema seu, meus sinceros parabéns, me emocionei.
Gostaria de pedir que me permita postar no meu Blog carro-chefe esse seu escrito, gostaria de tê-lo comigo e presentear meus leitores.

www.versoeprosapoemas.blogspot.com

Um grande abraço,

Reggina Moon

Jacque disse...

Lindas palavras! Indentifico-me por inteiro com elas. Identifico-me por inteiro com a poesia. Como disse Pessoa: "Quem tem alma não tem calma". Obrigada por alegrar meus olhos com teus versos e de alegrar aos meus com teus gentis comentários. Tenah um dia de paz!

Abraço!

Sandra S. disse...

Lindíssimo, tambem quero tudo isso. :)

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.