.

.

16 julho 2009

Eu quero ouvir o coração falar


Eu quero ouvir o coração falar
e não os homens a falar por ele!
Enquanto a gente fala, há de parar
no peito a vida estranha que o impele.

Independente à forma de o expressar,
o sentimento existe, e ai daquele
coração triste que se julgue dar
na cerração em que a palavra o vele.

Astro no peito, é sobre a língua chaga.
Dizer uma alegria ou um tormento
é um mar em que sempre se naufraga.

Era a essência de Deus vista e atingida!
Se é a força da vida o sentimento,
fez-se palavra para mentir a vida.

Fausto Guedes Teixeira
Imagem: Louise Barr
Imagem 2: Praia dos Ingleses por farelo-do-guido.blogspot.com

12 comentários:

Nanda Assis disse...

qnta docura.

bjosss...

Graça Pereira disse...

Porque será que todos os poenas de ou sobre o amor, são lindos? Precisamente porque falamos do sntimento maior do Universo. Bj Graça

Mariazita disse...

Obrigada, querida, pelas gentis palavras do "Histórias".

Este soneto de Fausto Guedes Teixira é lindíssimo.
Foi uma óptima escolha.

Um beijinho
Mariazita

Ricardo Calmon disse...

Olá poeta do amor sentido,post esse,sob um dourado sol aqui no Rio,sorvi como néctar,até aroma de jasmin senti,além da brisa fresca docê oriunda!

Beijo mãos suas,poeta e escriba mulher!

Viva Vida!

João Videira Santos disse...

...E quando do amor cantam as palavras, não há essência que as suplante.

O Profeta disse...

Ao meu querer!
Dias noites, estações esquecidas
Inventei sonhos para sonhar
Lavei mágoas, dores perdidas

Uma árvore toca as águas da lagoa
O nevoeiro faz desenhos nas cumeeiras
Um Melro negro solta um pio ao acaso
A palavra quero-te diz-se de mil maneiras


Convido-te a ver a Cor da Claridade


Doce beijo

Maurélio disse...

Sonia, parabéns pelo belíssimo Blog. Adicionei aos favoritos.
Suas poesias são belíssimas conterrânea.
Abraços
Maurélio
http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=2649

Gaivotadourada22 disse...

Maravilhoso Blog, tudo que lemos e vemos aqui coloca beleza em nossa alma... Beijos...virei sempre desfrutar deste vento da Ilha...

CIBELE CAMARGO disse...

Olá,querida
Que doçura, delicadeza, sensiblidade. Lindo
Sucesso, Cibele

CIBELE CAMARGO disse...

Olá,querida
Que doçura, delicadeza, sensiblidade. Lindo
Sucesso, Cibele

Zilda Santiago disse...

Belo poema Sonia!Beijo no coração.

Zilda Santiago disse...

Belo poema!Beijo no coração e um ótimo início de semana.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.