.

.

17 julho 2009

Fim de tarde


Neste crepúsculo de tarde
Sou alma delicada, memória que viaja.
Passos traçados... a traçar...
Degraus silenciosos, pretensiosos,
Querendo o céu ainda azul abraçar...
Respiro a tarde, a vida,
Escuto o murmúrio do mar,
A infinita água onde o sol vem se esconder.
Gaivotas percorrem ilhas, tudo é magia,
Calmaria e volúpia...
Rumor do vento, orla do mar,
Viaja pensamento, secreto solar,
Beija a espuma, adormece nas dunas...
Sente minha alma,
O silêncio que plana,
A brisa que embala,
O azul que desmaia,
O sol que se esconde,
A noite que chega.
E dorme também ...

Sônia schmorantz

Imagens de Eduardo Poisl

33 comentários:

Antonio Paulo disse...

Linda sua poesia Sonia. Um abraço e bom final de semana. Linda também essa imagem da gruta.

Leonor Lourenço disse...

Que bom sítio para se estar.
De uma delicadeza em cada pormenor...a música, o blog em si, a poesia,as fotos. Suavidade que embala.

Como diz a música "that´s so nice"
Agradeço-lhe este pequeno momento de acalmia.
Abraço :)

Daniel Costa disse...

Que belo poema Sónia!... Apreciei fracamente.
A calmaria, a brisa, o crepúsculo, o nicho, são como que outro poema. Apreciável poema, para a minha sensibilidade, caldeada por noites de pesca de navalheiras, polvos, etc.
Daniel

Graça Pereira disse...

Há pessoas que são prendas para os outros.Chegam até nós de várias maneiras: suavemente envoltas no papel da poesia, com um grande laço cheio de música que eu gosto.
Haverá melhor prenda? Bom fds.Bj Graça

sam rock disse...

Que o agarimo desa praia e a paz desa imaxe da virxe te acompañen o fin de semana.

Unha aperta

Jaclo disse...

Muy bonito tu poema, Sonia.
"...la noche que llega y duerme también..."
Saludos.

Léo disse...

E a natureza sempre a nos inspirar.

Direto do Rio.
Beijos.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Que seu final de semana seja abençoado, menina linda.

Beijo grande.

Rebeca

-

Dora Regina Dias Pereira disse...

Poesias sempre me encantam, ornamentadas com imagens da natureza, combinação perfeita!
Tenha um ótimo fim de semana!

Sônia Brandão disse...

Bom sentir a suavidade do seu poema.
Tenha um ótimo final de semana.
Beijos

Nanda Assis disse...

pára tudo!! afoto do cabeçalho do blog ta divinaa!! ai que vontadeee.

bom fim de semana.

bjosss...

............................+
.........................../_\
....,%%%._____|.O|_
....%%%/__________\
....`%%|.../\..[]..[]..[]..|
...___..||_.|.|_______.|__.
.............../....\

Layara disse...

Lindas imagens brotam de teus sentimentos nesses versos.

Um beijo Lilás!

Bandys disse...

Sonia,
Que lindo!!

É a paz que chega!
Um fds de muita luz pra você.

beijos

REGGINA MOON disse...

Sônia,

Vim aqui na sua ilha passar um tempo descansando e te desejar um lindo final de semana....

Beijos meus,


Reggina Moon

(meu nome na verdade é Sônia Reggina, xará)rs

peagÁ! disse...

*.*
gostei muito do blog

momo disse...

Muchas gracias y feliz verano.
Tus fotos son maravillosas y tus textos llenos de delicadeza y belleza.
Un abrazo

Luísa disse...

Fabulosooooooooooooooooo!
Tão belo o poema como a natureza que o inspirou!
A música, embalou-me na leitura pelas palavras que se sucedem, uma a uma, sem que lhes falte a respiração!
Belo momento, Sónia!
Beijinho terno

Papoila disse...

Querida Sónia:
Um belo momento de poesia e de paz com este deslisar de palavras que se enquadram na beleza natural das fotos.
Belo post!
Muito atarefada com o plano de contingência da gripe A tenho tido pouco tempo para visitar os amigos. As minhas desculpas.
Beijos

Stella Tavares disse...

Uma linda poesia que encantou e coloriu a minha manhã. Obrigada. Bjos.

AFRICA EM POESIA disse...

Textos riquissimos
Imagens fabulosos


Vim desejar bom fim de semana e desejar que gostem do meu selinho

++++++++++

Sol bonito


Sol
Muito sol…
Calor
Muito calor…
E tranquilamente
Com passos curtos
Muito curtos…
Avanço devagarinho
E entro na água
Água do mar…

Mar quente e belo
Mar que atira…

Com fúria
A água
Para o meu corpo…

E dentro da água
Sinto o bater das ondas
E tranquilamente…

Deixo-me acarinhar
E deixo-me embalar
Pela suavidade
Do mar…

Lili laranjo

Déia disse...

Amo fim de tarde, amo o céu colorido de rosa, vermelho...o sol indo embora, o azul da noite chegando...
Não existe nada mais belo, nada mais romântico...
bom fds! bjs

Mari disse...

Olá...
Como sempre: Excelentes escolhas de textos.
Bom final de semana.
Beijos

Marta Vasil disse...

O crepúsculo da tarde oferece estas magias e encantos a quem o sabe sentir.

beijinho e bons crepusculos

MV

Maria Emília disse...

Belas imagens para acompanhar não menos belas palavras. Que segredos terá o mar que sussura tanta beleza a quem pára para o ouvir?
Um beijinho,
Maria Emília

Mundo Animal. disse...

TE DEJAMOS UN ABRASITO
  . - - . “     “ . . -   ` " . _
  | C      e _ /        `\\
  “ - .    e / o \\ _a     , _ /
    |     \\ _u/ o\\a    |
    \\ .     \\ / _/ . - . __ /
     . ; . “ - . . . - -   \\  \\ - - .
   . “  \\      . -   /   “ .
  /     “ - - . - - -..    /     \\
  |       \\ __ . . - - `-      |)
..  (|.        |  \\       / - .
   \\  __     /    “ . ““ - . __ . -   \\
   ; `  ` \\ - - ;    |   \\ “.  / ` |
   |.    -|   |    |    |  \\ \\ _ ;
   |     \\ ) ) )   /---   |   - . _/
   \\   ) ) ) - -`   ( ( (  /
    `- - -`       `- - -

En el día de la amistad queremos desearte que todos tus mejores
anhelos se hagan realidad y que tengas éxito y felicidad,
un corazón alegre y risas. Queremos decirte que para nosotros
es maravilloso tenerte de amig@ y que atesoraremos siempre tu amistad.

MUNDO ANIMAL TE DESEA, UN MUY FELIZ FIN DE SEMANA Y LINDO DIA DE LA AMISTAD , CHRISTIAN Y ESTRELLA !!!!!!

Luiz Caio disse...

Oi Sonia! Boa tarde!

Delicado é seu poema!
Delicada é sua alma...
E você, suave feito poesia!

TENHA UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA!

BEIJOS.

entremares disse...

Cheia de preguiça, esticou os braços.
De olhos fechados, mal sentia o corpo, ainda trôpega de sono.
Apetecia-lhe voltar a mergulhar nas águas transparentes do recife, abandonar-se ao sol sobre as areias brancas, voltar a adormecer à sombra dos coqueiros.
Um torpôr agradável assaltou-lhe o corpo e ela permaneceu imóvel, de olhos fechados, em êxtase.
Podia ouvir o mar.
Ondas mansas desfaziam-se em espuma na areia. A praia, vazia, era só uma imensa extensão branca e verde, pejada aqui e ali de rochas solitárias, ainda a escorrer água da maré alta.
Mesmo de olhos fechados, era fácil imaginar o azul forte do céu, as velas brancas dos veleiros sulcando as águas, as cabanas de madeira pendendo sobre a lagoa cor de esmeralda.
E o silêncio... ah, o silêncio...
Aquela ausência aboluta de tempo, de horários, de ruídos de fundo, de jornais, de televisão...até a ausência de sapatos... só a música de fundo do bater das ondas na praia, o abanar da copa dos coqueiros e das palmeiras.
Deixou-se ficar imóvel, quase ausente do corpo, imersa em sensações de paz, de uma profunda paz que lhe tomava de assalto o espírito, como se até os próprios pensamentos surgissem agora em câmara lenta, a um ritmo quase tão lento como o próprio respirar...
Pelo menos uma vez na vida, todos deveriam poder experimentar aquela sensação de paz quase absoluta, retemperadora de forças.
O paraíso, a existir, deveria ser algo de muito semelhante...

Sentiu que a abanavam, com extremo cuidado.
Abriu os olhos.

- Mãe... – tenho fome... vem fazer-me os cereais...
- Hum... o quê?
- Tenho fome... vem dar-me de lanchar...
Esfregou os olhos, ainda estremunhada. Pela janela, conseguia distinguir perfeitamente o céu cinzento e aquelas gotas irritantes, cinzentas, de uma chuva que, apesar de maio, teimava em persistir, estragando o que prometia ter sido um óptimo fim-de-semana.
- Onde está o pai ?
- Está agarrado ao computador... tenho fome...

Virou-se para o lado no sofá.
- Vai dizer ao pai para te dar de lanchar... eu ainda vou à praia dar mais um mergulho...
- Um mergulho ? Mãe ?

Ela já deixara de o ouvir.
De olhos fechados, ouvia novamente o mar a chamá-la.
O mar, o sol, e uma praia de areia branca...

Baby disse...

Lindo e delicado o seu poema, combina com o seu rosto e com as imagens que partilha connosco.

Um bom fim de semana.
Beijinhos.

Ataide Lemos disse...

Cara Sônia,

Grato por sua visita e o seu Blog também é muito bom!Sua escrita é ótima!Meus Parabéns!

Abçs,

Ataíde Lemos

Gaspar de Jesus disse...

SONIA
Brilhantes as suas palavras!
Gosto da "...brisa que embala..."
Gostei muito da forma como encastrou o seu Poema na excelente fotografia do Eduardo.
Bjs
G.J.

Rosani Nauar disse...

Querida amiga!

Que bonita poesia, voce é a pura essência da natureza, seu blog é a mais bela prova disso.


beijos, tenha lindo final de semana cheio de Paz & Luz!

MEUS PENSAMENTOS disse...

um poema cheio de paz!
obrigada sonia sua visita é sempre uma honra la no en cantos!

elvira carvalho disse...

Gostei do poema, do sítio onde parece que se respira paz e tranquilidade, e adorei o nicho em pedra.
Um abraço e bom Domingo

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.