.

.

18 julho 2009

Pássaros do paraiso


Estes são os pássaros do paraiso
aqueles que voam alto certas vezes
e outras são rastejados
mensageiros do céu

Saem, são trazidos mais perto
escapam-se, vêm próximo
mas nunca param as suas asas
onde ficarão amanhã?

Estes pássaros são as palavras
ditas, escritas e faladas
desde uma boca a um papel
nunca pararão as suas asas

Pablo Sarcaine

Um comentário:

Cleo disse...

Os voos são sempre infinitos, as asas são sempre abertas para um voo imprescindível, o do amor.
Lindo o poema. Um fim de semana esplêndido.
a musica está divina.
Beijos!
Cleo

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.