.

.

27 julho 2009

Nem sempre


Nem sempre sou igual no que digo e escrevo.
Mudo, mas não mudo muito.

A cor das flores não é a mesma ao sol
de que quando uma nuvem passa,
ou quando entra a noite e as
flores são cor da sombra.

Mas quem olha bem, vê que
são as mesmas flores.

Fernando Pessoa

Imagem 1: Gaspar de Jesus (http://gaspardejesus.blogspot.com/)
Imagem 2: Praia das Gaivotas nos Ingleses

26 comentários:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Linda poesia meu amor, as nuvens passam mais as pessoas são as mesmas sempres.
Beijos te amo muito

Adolfo Payés disse...

Como ya es costumbre en tu blog excelente poesía nos acaricia siempre..

Saludos fraternos
un abrazo

Luísa disse...

Sensibilidade de poeta...Olhar e alguém atento, porque vê para além daquilo que os olhos mostram! Viu a alma das coisas de deu-nos belos poemas!
Fernando Pessoa, sempre!
Bela escolha, Sónia!
Beijinho terno!

Osvaldo disse...

Sónia;

As flores são tão belas que mesmo velhas e fanadas, o nosso amor por elas nos leva a guardarmos suas pétalas...

Bela como sempre a poesia de Pessoa.

bjs,
Osvaldo

Leonor Lourenço disse...

Simplicidade tão ilustrativa. Sempre boa música:)

Leonor Lourenço disse...

Só agora me dei conta que também acordei com Fernando Pessoa a sussurar-me! Há coisas curiosas!
Abraço agradecido por este espaço onde se repousa:)

Daniel Costa disse...

Sónia

Quem passa, olha a beleza de flor e do poema de Fernado Pessoa.
Daniel

O Profeta disse...

O desejo mora no limite da razão
Há tanto de intemporal em ti
Solta a palavra em lábios inquietos
As cores do teu “eu” penso que não vi

Imaginei-as mil vezes
Ouro de lei, a limpidez dos diamantes
O pensamento é cavalo errante
Feito na viagem de breves instantes


Boa semana



Doce beijo

D.Ramírez disse...

Suas imagens são lindas demais!!!!! Além de belas combinam e muito com os textos, que acredite, não perdem em nada.
Adoro!
Besos

Dora Regina Dias Pereira disse...

Que maravilha passar por aqui e encontrar essa bela poesia.
Obrigada Sonia!
Um maravilhoso dia para você!

Victor Gil disse...

Olá querida amiga.
Desculpa não te visitar com a assiduidade que mereces. Por vezes a disponibilidade nem sempre é aquela que nós queremos. Mas a minha consideração por ti é sempre a mesma. A minha amizade, embora seja só através destas ondas informáticas, é muito sincera. Podes crer que és uma pessoa muito especial que nunca vou esquecer. Também estou a seguir o Blog do Gaspar de Jesus, que é um execelente fotógrafo. Já agora o Eduardo também tem fotogafias extraordinárias. Um abraço para ele. Gostava um dia de conhecer-vos.
Um beijo
Victor Gil

mundo azul disse...

_______________________________

...sempre maravilhoso Fernando Pessoa! Obrigada pela partilha, Sonia...


São muito lindas as fotos!

Beijos de luz e o meu carinho...


___________________________________

Alexandra disse...

Uma bela selecção de poemas e um dulcíssima expressão pessoal...

Um cantinho muito acolhedor, Sônia.
Voltarei!

Obrigada pela sua visita! Volte, será sempre bem-vinda.


Um beijo.

Zé Ernesto - Gaia disse...

Fernando Pessoa
Poesias Inéditas

Caminho a teu lado mudo


Caminho a teu lado mudo
Sentes-me, vês-me alheado ...
Perguntas: Sim... Não ... Não sei...
Tenho saudades de tudo...
Até, porque está passado,
Do próprio mal que passei.

Sim, hoje é um dia feliz.
Será, não será, por certo
Num princípio não sei que
Há um sentido que me diz
Que isto — o céu longe e nós perto
É só a sombra do que é ...

E lembro-me em meia-amargura
Do passado, do distante, E tudo me é solidão ...
Que fui nessa morte escura?
Quem sou neste morto instante?
Não perguntes ... Tudo é vão.

Um bem-haja

Mundo Animal. disse...

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
...........................................,@@@@@,
.......................................,@@’/\@'@/\.@,
......................................@@@\c.'"’".J/@@,
.@..................................@@@/.d...b.\'@@,
.`@@.............__............@@@|..........|@@
..`@@........,-'.....`"~----"'@.@'(=_Y_=). @'
...././.......'.........`.............`@@@\'7'/@.@'___
...(.(...../..............;.............` @@@@@´__),),)
...`..`--'..............,'.........._,`-.____`-,
.....`"""`.._____..`----,`............`),),)
....................`.~."-),),)

Nosotros, los animales,
les queremos recordar:
si nos toman por mascotas
que nos quieran de verdad.
Si triste y enfermo me ves,
deseo que atención me des.
Sin mirar día ni horario
llama al veterinario.
También tenemos derechos:
dame comida y techo,
por favor, no me hagas mal,
porque soy un animal.
Nosotros, los animales
les queremos recordar:
Si nos toman por mascotas,
que nos quieran de verdad...

!! Que tengas una linda semana, saludos de Mundo Animal ¡¡
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Anne Lieri disse...

Sonia,maravilhosa a poesia que escolheu!Adorei!Bjs,

Anne Lieri disse...

Sonia,maravilhosa a poesia que escolheu!Adorei!Bjs,

Carmem disse...

Tudo muda, mas somos sempre os mesmos!...
Tua foto, a foto do Gaspar e Fernando Pessoa formaram um trio maravilhoso!...Adorei!

Beijo amiga!

sam rock disse...

As flores, como as personas, teñen a mesma beleza o día que a noite.

Unha aperta

O mar me encanta completamente... disse...

Te visitar é assim,
a certeza de poemas perfeitos.
Um deleite aos olhos.

Beijinho

REGGINA MOON disse...

Sônia querida,

Tenho grande tendência a Fernando Pessoa, os textos dele são sempre aqueles que mais me chamam a atenção, este não conhecia.

Muito bom!!

Um grande beijo e Boa Noite!!!

Bons Ventos em sua Ilha.....

Claudinha ੴ disse...

O Poeta é sábio e você fez excelente escolha! Eu penso que temos que ver o mundo com olhos de "ver" e assim, cada pessoa vê conforme suas próprias tintas da alma... Um beijo!

Ana Martins disse...

Bonito Sónia,esta é pois também uma forma de Homenagear o Grande Poeta Fernando Pessoa.

Beijinhos,
Ana Martins

Vieira Calado disse...

Sempre igual a si mesmo, esse homem!

Bjs

Wanderley Elian Lima disse...

Acho que a maioria de nós Sonia, nem sempre somos o que escrevemos, vivemos um pouco camuflados.
Um abraço

Codinome Beija-Flor disse...

Sonia,
Voltei, e colocando a leitura em dia.
Mas na verdade, toda vez que venho aqui, coloco em dia a emoção.
Essa sua sensibilidade em escolher as poesias e as imagens, só mesmo capaz pelos que amam.
Bjos

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.