.

.

11 julho 2009

Viagem da Canção


Guarde segredo, de mim e dela
não fale de um dia na janela
por que não irei mais ve la.
Terminou a nossa aventura
em nossas vidas, só noite escura
não fale nada, minha estrela.

Não corte o meu pensamento
não deixe ir com o vento
o que estou agora a pensar.
Sonhando aqui calado
estou viajando ao passado
deixe me um pouco sonhar.

Não deixe que essa ventania
leve embora minha poesia
que estou agora a rimar.
Estrela, deixe que meu coração
viaje sozinho nessa canção
que estou aqui a lembrar.

Canção, que em seu nome falava
e eu nem sei se dormia e sonhava
quando a alma nesse paraíso voou.
Quero viver esse sonho transparente
quero cultivar essa semente
que para mim nunca secou.

Poema de Gil de Olive

Imagens: Eduardo Poisl e Tom Schmorantz

8 comentários:

Menina do Rio disse...

Tão lindo que devia ser espalhado ao vento, mas a um vento de brisa brejeira, cheirando a flor de cerejeira que apenas beijasse a poesia sem leva-la.

Boa noite Sonia!

beijos

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Tu eras também uma pequena folha
que tremia no meu peito.
O vento da vida pôs-te ali.
A princípio não te vi: não soube
que ias comigo,
até que as tuas raízes
atravessaram o meu peito,
se uniram aos fios do meu sangue,
falaram pela minha boca,
floresceram comigo.

Pablo Neruda

Beijos te amo

Codinome Beija-Flor disse...

Sonia,
Acabo de colocar a leitura em dia.
Já sabe o quanto gosto de visitar seu blog, pelos poemas e imagens.
Mas essas últimas fotos (as suas das plantas, essas do Edu e do Tom).
Me fazem ter a certeza de que os olhos das pessoas que amam, captam muito mais além.
Bjos

Graça Pereira disse...

Poema lindo, cheio de nostalgia,do passado de um amor nunca esqueido...
Como eu sei sinto isso, principalmente, hoje, que é domingo. Vou sair po aí à proura de recordações... Um beijo Graça

gianlucio disse...

Olá Sonia, obrigado pelo seu simpático comentário, aqui na Itália estamos no verão e clima quente ... só para ir para a praia .... o tempo que você gosta?
Ciao!!!

Serena Flor disse...

Passando pra te desejar um lindo Domingo minha querida!
Adoro passar aqui no teu cantinho...é lindo!

Papoila disse...

Lindas as fotos! Como lindo também o poema. Bom Domingo!
Beijos

Layara disse...

Linda Menina!

Que linda escolha! O Poeta pede: Deixe que eu sonhe, que eu pense sempre em voce.

Lindo LIndo Poema.


Um beijo Lilás!

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.