.

.

12 julho 2009

Quero apenas cinco coisas...



Quero apenas cinco coisas...
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser... sem que me olhes.
Abro mão da primavera
para que continues me olhando.

Pablo Neruda

Imagem 1: Internet, freefoto
Imagem 2: Eduardo Poisl

17 comentários:

Dora Regina Dias Pereira disse...

Sonia, não há nada melhor que o olhar da pessoa que gostamos, significa tudo.
Uma semana maravilhosa pra você!

Wanderley Elian Lima disse...

Meu Deus!!! Pablo Neruda, arrasou neste poema, aff, e você arrasou na escolha.
Tenha uma ótima semana
Abraços

Codinome Beija-Flor disse...

Sonia,
Eu quero tudo isso também.
Fantástica a escolha.
Bjos

Déia disse...

Uau !! Que lindo, mas eu ja quero ver a primavera e caminhar contigo entre os girassóis!
bjs

Mulher Super Sapiens disse...

Sou apaixonada por Neruda, e essa poesia, em particular, me toca o coração, acho, inclusive, que já postei no blog.
Linda escolha!
Bjocas e boa semana!

VANUZA PANTALEÃO disse...

Oi, querida!
Neruda, virou filme (O Carteiro e o Poeta), virou música de Francis Hime, enfim, é eterno.
Um semana inspirada!
Também a acompanho com muito prazer!!!Bjsss

a magia da noite disse...

O quinto elemento é o equilíbrio entre todos os quatro anteriores.

Mariazita disse...

De Neruda dizer o quê???
Simplesmente: belíssimo poema.
As imagens são muito bonitas, mas a número 1 é um espanto!

Semana com muito amor e paz.

Beijinho
Mariazita

~PakKaramu~ disse...

Visiting your blog

Victor Gil disse...

Grande amiga.
Pablo Neruda. Sem palavras. É o meu preferido dos poetas latino-americanos.
Um beijo e muita amizade
Victor Gil

Adolfo Payés disse...

Bellisimo poema de Neruda.


Saludos fraternos
un abrazo con mucho cariño

besos

AnaLua disse...

BElo texto, bela imagem, como bela sinto ser tua alma! Abraço!

Vieira Calado disse...

Não é necessário querer muito.

O que importa é saber escolher.

Bjs

direitinho disse...

Este poema é lindissimo.
O poeta apenas quer o teu olhar e dele nunca abrirá mão.
O olhar do amor é quanto basta ao apaixonado.............

Dois Rios disse...

Querida Sônia,

Muito obrigada pelo carinho das suas palavras. Espero logo estar de volta para continuar usufruindo da beleza dos seus posts.

Essa poesia do Neruda é uma ode ao amor. Belíssima!

Beijos ternos,
Inês

Leonor Lourenço disse...

Blog muito agradável. Vou voltar e adicioná-la aos meus favoritos
Bela selecção de poemas e imagens :)

Cintia disse...

Amiga, um olhar diz muita coisa...

Beijos e boa semana pra ti.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.