.

.

21 setembro 2009

Corais



A ausência de pés me
possibilita voar
e fechar
as portas a quem
não desejo que adentre
em minhas utopias.
É tão bom estar
com você e esquecer
que lá fora os corais
entoam outros cânticos
e a harmonia é solidão.

Ediney Santana



10 comentários:

EDUARDO POISL disse...

Linda poesia.
Beijos te amo

louca esquizoffrenica disse...

Bonitas as suas palavras. beijo

(Carlos Soares) disse...

Muito linda a solitária harmonia dos corais.

neide disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
neide disse...

Poesia linda Sonia... mas as fotos são D*.

Boa semana querida.

Bjss

Wanderley Elian Lima disse...

Muito lindo Sônia.
Tenha uma ótima tarde
Abraço

Antonio Paulo disse...

Boa tarde minha amiga perdoe esse gaúcho pela ausência mas fiquei sem internet desde sexta a tarde até hoje pela manhã. Um abraço na familia boa semana.

≈♦ Mi Sentir ♦≈ disse...

Que bello amiga Sonia te dejo un gran abrazo y un beso de buenas noches que tengas un bello Miercoles y gracias.
ºEstrellaº

Andrea B. disse...

Fiquei encantada com tanta beleza...:)

elvira carvalho disse...

Menina que produção. E que beleza. Dá vontade de ficar aqui todo o dia.
Pena que eu tenha tão pouco tempo. E que nem sempre dê para visitas.
Um abraço

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.