.

.

22 setembro 2009

Tu és...


Tu és todos os livros, todos os mares,
Todos os rios, todos os lugares.
Todos os dias, todo o pensamento,
Todas as horas o teu corpo no vento.
Tu és todos os sábados, todas as manhãs,
Toda a palavra ancorada nas mãos.
Tu és todos os lábios, todas as certezas,
Todos os beijos, desejos, princesa.

Como uma ilha

Prende-me em ti, agarra-me ao chão,
Como barcos em terra, como fogo na mão,
Como vou esquecer-te, como vou eu perder-te,
Se me prendes em ti, agarra-me ao chão,
Como barcos em terra, como fogo na mão,
Como vou eu lembrar-te se a metade que parte
É a metade que tens.

Tu és todas as noites, em todos os quartos,
Todos os ventos em todos os barcos.
Todos os dias, em toda a cidade,
Ruas que choram, mulheres de verdade.
Tu és só o começo de todos os fins,
Por isso eu te peço fica perto de mim.

Tu és todos os sons de todo o silêncio,
Por isso eu te espero
Te quero e te penso.
Como uma ilha,
Sozinha...

Pedro Abrunhosa

20 comentários:

EDUARDO POISL disse...

Que lindo este poema, queria eu ter postado para você ler, achei ele minha cara, rssssssssss.
Beijos te amo

Branca disse...

Tu és só o começo de todos os fins,
por isso eu te peço fica perto de mim...que poema mais lindo Sônia, obrigada pela partilha!

Bjo!

Pedro Ferreira disse...

Excelente escolha do poema, como este blog nos vai habituando...

direitinho disse...

É difícil passar por aqui sem beber um pouco de magia, de música, de palavras quentes e saborosas que vão limentando os sonhos desta vida.

Maria Clarinda disse...

Obrigada pela partilha!!!!Lindo o post .
Jhs mil

Arantza G. disse...

Precioso poema.
Especialmente bello.
Besos. Cuídate guapa

Baby disse...

Mais um laço que nos une...também adoro os poemas e a música de Pedro Abrunhosa. Há certas canções dele que me tocam profundamente.

Bons ventos para ti, mas tuas fotos parece tudo tão sereno e belo...

Beijos.

Wanderley Elian Lima disse...

Gosto muito dos autores que você nos apresenta, são ótimos. Parabéns.
Abraço

Chris disse...

São uma delicia as tuas fotos, tocam a magia...
Um beijo
Chris

Lu Nogfer disse...

Olá Sonia,

Passei aqui por acaso e vi coisas lindas!Textos,fotos, tudo um encanto!Teu espaço e mesmo lindo!PARABENS!
Volto mais vzs!
Se quiser me visitar terei grande prazer em recebe-la!

Forte abraço!!!

Gaspar de Jesus disse...

Olá Sonia
Parabéns por publicar esta letra do nosso Pedro Abrunhosa.
Obrigado também pela linda foto da Garça.
Bjs
G.j.

Jaclo disse...

Precioso el poema que hoy muestras.
Tus fotografías excelentes.
Gracias por compartir tanta belleza.
Saludos; Sonia

SAM disse...

Aplausos, Sonia! Sinceros....Lindo demais. Obrigada por mais um poema de rara beleza. Linda foto emoldurando o poema deste poeta, que voce me apresentou, magnificamente!

Carinhoso beijo

Li disse...

Lindo, como sempre!
Voltando... aos poucos.
Beijo grande!

R.Ferrari disse...

Belo poema. Gostei das fotos. Muito bonitas.

Rosemildo Sales Furtado disse...

Tu és todos os sons de todo o silêncio,
Por isso eu te espero
Te quero e te penso.
Como uma ilha,
Sozinha...

Muito profundo amiga. Bela escolha.

A primavera chegou, passou lá no Arte & Emoções e deixou bolo. Dá uma passadinha lá.

Abraços,

Furtado.

Dora Regina disse...

Sonia, você como sempre arrasando, seu blog é muito bom!
Grande abraço...

elvira carvalho disse...

Abrunhosa no seu melhor.
Um abraço

G I L B E R T O disse...

Sônia

sou sempre suspeito ao tratar de poemas... Deves notar que os amo desesperadamente, preciso deles como a comida, a bebida, o ar que respito, são-me alimento para a alma, refrigério para o coração!

Este poema que publicastes é lindo!

Grato!

pedro a. cruz cruz disse...

una belleza

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.