.

.

14 setembro 2009

Desencontro de Primavera



Uma andorinha, no céu, passou e disse
que o amor que eu tinha foi-se embora
ai, desacerto que cruza nossas vidas tão normais
é solidão que já vem,
é alegria que vai

Uma tristeza que corta a alma da gente
antes que a primavera se decida
à por as flores nos campos,
e o verde nas folhas,
com banhos de mar
o sol por sobre a cidade,
o vento vai cessar.)

Ah! a solidão é uma canoa
navega o corpo e a alma voa
além do céu, além do mar
ah! no pensamento a gente voa,
qualquer problema é coisa à toa,
fica tão fácil de se amar...
eu me recordo dos beijos, gosto e tudo
e dos amores que praticamos juntos,
o sal do corpo esquecido
nas noites tão doces de beijos e paz
realidade é uma sombra
eu começo a sonhar...

Hermes de Aquino

Imagem 1: Andorinha, http://www.veleiroalmademestre.com.br/tapes.htm
Imagem 2: Praia dos Ingleses

13 comentários:

EDUARDO POISL disse...

Teu blogger ta lindo amor, este poema é maravilhoso e as fotos mais ainda.
beijos te amo e vamos dormir agora rsssssssss

FOTOS-SUSY disse...

OLÁ SONIA, BELAS FOTOS E EXTRAORDINARIO POEMA... ADOREI!!!
BEIJINHOS DE CARINHO,

SUSY

Déia disse...

Que fotos lindas, que palavras que nos deixam encantados...

bj

(Carlos Soares) disse...

Que legal, Sônia. Nos trazer essa música bonita do Hermes Aquino,que ainda tem NUvem passageira."Nuvem passageira" eu tenho em cd e acho linda também.. Agora deu saudade. Seu blog está show. Gosto da Florbela, mas não leio muito. Sabe por quê? Ela é muito triste e me lembra épocas ruins,sendo assi m evito um pouco, mas é uma grande poeta com certeza.Excelente no que se propõe. Beijos

Dois Rios disse...

Sonia,

Obrigada pelo carinho das suas palavras. Um dia eu volto a navegar pelos menos rios ou, quem sabe, por mares desconhecidos. O momento dirá.

A imagem da andorinha já é um belo poema. Parabéns pela sua sensibilidade ao escolhe-la.

Grande beijo,
Inês

Maria Clarinda disse...

Maravilha de partilha.Obrigada. Jhs

Dora Regina disse...

Sonia, que bálsamo seu espaço é para mim, adoro vir aqui.
Obrigada pela oportunidade que tenho em deslumbrar lindas poesias e imagens.
Abraços :)

Sandokan disse...

ERA A TARDE MAIS LONGA DE TODAS AS TARDES
QUE ME ACONTECIA
EU ESPERAVA POR TI, TU NÃO VINHAS
TARDAVAS E EU ENTARDECIA
ERA TARDE, TÃO TARDE, QUE A BOCA,
TARDANDO-LHE O BEIJO, MORDIA
QUANDO À BOCA DA NOITE SURGISTE
NA TARDE TAL ROSA TARDIA
QUANDO NÓS NOS OLHÁMOS TARDÁMOS NO BEIJO
QUE A BOCA PEDIA
E NA TARDE FICÁMOS UNIDOS ARDENDO NA LUZ
QUE MORRIA
EM NÓS DOIS NESSA TARDE EM QUE TANTO
TARDASTE O SOL AMANHECIA
ERA TARDE DE MAIS PARA HAVER OUTRA NOITE,
PARA HAVER OUTRO DIA.
MEU AMOR, MEU AMOR
MINHA ESTRELA DA TARDE
QUE O LUAR TE AMANHEÇA E O MEU CORPO TE GUARDE.
MEU AMOR, MEU AMOR
EU NÃO TENHO A CERTEZA
SE TU ÉS A ALEGRIA OU SE ÉS A TRISTEZA.
MEU AMOR, MEU AMOR
EU NÃO TENHO A CERTEZA.
FOI A NOITE MAIS BELA DE TODAS AS NOITES
QUE ME ACONTECERAM
DOS NOCTURNOS SILÊNCIOS QUE À NOITE
DE AROMAS E BEIJOS SE ENCHERAM
FOI A NOITE EM QUE OS NOSSOS DOIS
CORPOS CANSADOS NÃO ADORMECERAM
E DA ESTRADA MAIS LINDA DA NOITE UMA FESTA
DE FOGO FIZERAM.
FORAM NOITES E NOITES QUE NUMA SÓ NOITE
NOS ACONTECERAM
ERA O DIA DA NOITE DE TODAS AS NOITES
QUE NOS PRECEDERAM
ERA A NOITE MAIS CLARA DAQUELES
QUE À NOITE AMANDO SE DERAM
E ENTRE OS BRAÇOS DA NOITE DE TANTO
SE AMAREM, VIVENDO MORRERAM.
EU NÃO SEI, MEU AMOR, SE O QUE DIGO
É TERNURA, SE É RISO, SE É PRANTO
É POR TI QUE ADORMEÇO E ACORDO
E ACORDADO RECORDO NO CANTO
ESSA TARDE EM QUE TARDE SURGISTE
DUM TRISTE E PROFUNDO RECANTO
ESSA NOITE EM QUE CEDO NASCESTE DESPIDA
DE MÁGOA E DE ESPANTO.
MEU AMOR, NUNCA É TARDE NEM CEDO
PARA QUEM SE QUER TANTO!

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Sonia, já havia me esquecido deste belo poema de Hermes de Aquino,foi muito bem vê-lo novamente.
Abraço

sam rock disse...

Como dice un poeta de mi país: Volverán las oscuras golondrinas
en tu balcón sus nidos a colgar,
y, otra vez, con el ala a sus cristales jugando llamarán

Un abrazo

Claudinha ੴ disse...

Ah, andorinha danada... Devia ter voado longe e deixado o amor bem onde estava...
Eu gosto das letras de Hermes de Aquino, lembra-me um momento especial da adolescência! Um beijo!

≈♦ Mi Sentir ♦≈ disse...

Buenas noches Sonia que bella entrada y las fotos hermosas, te dejo un gran abrazo buenas noches

SAM disse...

Maravilhoso! Fotos e poemas. Obrigada, Sonia!


Beijos

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.