.

.

16 outubro 2009

Encantamento



Contemplo o brilho das estrelas
a presença da luz do luar
navegando nesse
mar de sentimentos onde
sempre existem tormentas
ondas revoltas que me levam
à loucura....e me fazem chorar!

Encanto-me com o verde de
teus olhos mas
como navegar se nunca existem
momentos serenos que se possa
deslizar ...tu e eu...
- nós dois suavemente -
para que possamos nos amar?

E nos meus sonhos
onde consigo voar em
perfeita liberdade
como os pássaros
que povoam o meu céu azul...

À tua espera mesmo que
sejam longas as horas e
que a tua chegada seja
apenas desejos de meus versos
encantamento
dessa noite de luar!

Celina Vasques e Maria Catherine



19 comentários:

Kotta1947 disse...

Como sempre bem escolhido o poema e as imagens são perfeitas. Bjo.

louca esquizoffrenica disse...

Contemplo o brilho das estrelas
a presença da luz do luar
navegando nesse
mar de sentimentos onde
sempre existem tormentas
ondas revoltas que me levam
à loucura....e me fazem chorar!


A vida é mesmo assim, não é?

Um dia feliz!!

Adolfo Payés disse...

Descubrir tus versos.. son una maravilla.. Poemas que no conozco y que llegan al alma..


Un abrazo
Con el saludos fraternos de siempre

Que tengas una buen fin de semana...

jlge disse...

Refjejas en la poesía e imagenes lo lindo que es tu pais, felicidades por los juegos olimpicos, un saludo desde España.

Leonor Lourenço disse...

Sempre no mesmo registo- qualidade em todos os pormenores :)
Feliz fim de semana . BJ

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Sônia, há sempre alguém esperando por alguém em algum lugar. Isto é o amor.
Um ótimo fim de semana
Abraço

Paula Raposo disse...

Poema e fotos em sintonia. Gostei. Beijos.

Poemas e Cotidiano disse...

Minha amiga,
Muito obrigada pelo seu carinho de sempre estar me visitando, sempre presente.
Seu blog esta lindo, essas fotos, essa poesia, que coisa mais linda!
E essa sua fotografia ai do lado direito esta linda!
Beijos carinhosos e bom fim de semana
MARY

Principe Encantado disse...

Que bom bom gosto sua escolha do poema e as imagens se completam de forma harmoniosa, parabéns amiga.
um bom final de semana
Abraços forte

Poemas e Cotidiano disse...

Ola minha querida!
Fotos, blog, musica, tudo perfeito!
Obrigada pela sua visita ao meu blog. Fez uma diferenca, viu?
Beijos carinhosos
MARY

Osvaldo disse...

Sónia;
E quem não se encanta com tão bela e simbiose artistica entre a foto e o poema?!...

Lindo,... como sempre.

bjs, Sonia.
Osvaldo

RETIRO do ÉDEN disse...

Desejos de bom fds sempre com o Senhor Jesus.


...
mormente a solidão mais íntima
a mais derradeira ardência extinta
entre as sombras da floresta
em palavras reprimidas ou jamais pronunciadas,
a imagem o perfil duma palmeira solitária
incansável na secura dum deserto.

in Viagem através da Luz de José Vieira Calado


Belas as suas fotos e palavras alusivas.
Bem-haja

Bjs.
Mer

Dois Rios disse...

Oi, Sonia!

Eis uma habilidade indiscutível dos poetas: deixarem-se transbordar pelos versos. Quem melhor do que eles para chorar uma ausência com tanta beleza?

Lindo!

Beijos,
Inês

Fernando Campanella disse...

Maravilhoso teu blog, Sonia, postei um comentário sob o poema do Ricardo Reis, abaixo. Lindas fotos e poemas. Sensibilidade acima de tudo. Grande abraço.

Eduardo Aleixo disse...

São inquietantes, mas quem as não quer, as esperas do amor?
Bom fim de semana, Sónia.
Bjito

Graça Pereira disse...

Quando se espera pelo amor, as horas...são apenas segundos!!
Um beijo e bom fds. Graça

Fernanda disse...

Amiga Sónia,

As suas escolhas são sempre perfeitas.

Parabéns.

Desejo-lhe um bom fim de semana.

Beijos

Norberto Marques disse...

Olá Sónia :)


Passei para lhe deixar o meu abraço e desejar-lhe um bom domingo.

Abraço....Norberto

Maria L. Bózoli disse...

Olá Sonia, neste inicio do horario de verao vai o meu desejo:

apenas desejos de meus versos
encantamento
dessa noite de luar!

Bom e abençoado Domingo!
Beijos meusssssssssss

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.