.

.

12 outubro 2009

Prefiro



Prefiro caminhar sem pernas para sentir leveza
meus passos não são certos
mas são intensos e com eles traço
uma linha sem mistérios.

Caminhando desbravei mundos
conheci mares, descobri novas eras
coloquei meus passos em outros passos
explorei fundo o meu espaço.

Me entranhei pelas matas,
pedi água, pedi pousada e fui ficando
fui entrando, bem no coração da floresta..

Pelo caminho carreguei meus sonhos e minha vida inteira
tomei nas mãos um raio de luar, levinho como um pensamento,
abracei um vento que trouxe um gorjeio
que na concha de minha mão pude abrigar.

E agora sou migrante de outros caminhos
uma estrangeira sem ninho.
Mas tenho meus pés livres para continuar
passos incertos, mas verdadeiros e abertos.

Regina Fernandes




As imagens são do Costão do Santinho, por Tom Schmorantz, em 12/10/2009

14 comentários:

EDUARDO POISL disse...

É sempre bom caminhar leve e descobrir que se pode fazer tudo como se quer, que se tem uma vida pela frente.
Beijos te amo

louca esquizoffrenica disse...

Sonia:
Gostei muito da postagem de hoje, identifico-me um pouco com ela.

E agora sou migrante de outros caminhos
uma estrangeira sem ninho.
Mas tenho meus pés livres para continuar
passos incertos, mas verdadeiros e abertos.

Bom e o que é a vida se não um caminho...
Um beijo enorme desde este lado do oceano

Mª Dolores Marques disse...

Um óptimo dia para si
Lembrei de passar para apeciar as suas fotos e poemas sempre belos

Beijo

Radka disse...

Hello, you have a very nice blog, photos are beautiful, I wish a nice day, Radka.

Isaac Melo disse...

Sônia,

a poesia nos enche a alma!
Um forte abraço e boa semana!

Maria Madalena Schuck disse...

Querida amiga Sônia, passando para te desejar uma ótima semana, com muitas alegrias e realizações.
Teu blog sempre lindo e impecável, um prazer renovado ao vir te visitar.
Beijos, da amiga
Maria Madalena

Ni... disse...

Às vezes a leveza está em não ter certeza. Quando crianças, caminhavamos sem o peso da bagagem de sempre termos que ter certeza.

Beijinhos com o sorriso que dei ao ver essas lindas imagens.

Pelos caminhos da vida. disse...

Muito bom voltar a essa casa e encontrar belas imagens e poemas que sempre nos enchem de alegrias.

Uma semana de muitas bençãos amiga.

beijooo.

Luiz Caio disse...

Oi Sônia! Como vai?

Passos incertos, estão de acordo com os caminhos da vida!
O importante é ir seguindo em frente!

TENHA UM LINDO DIA!

Beijos

Juan Antonio Torron Castro disse...

Sónia, magnífico paseo por ese sitio tan bonito y agreste, ese mar tan fuerte y esas esculturas tan curiosas y además en buena compañía. Disfrutar de la vida que es muy bella. Un saludo.-

João Videira Santos disse...

As palavras iluminando o colorido de bonitas fotos.,,

Parabéns!

Fernanda disse...

Amiga Sónia,

Livre para percorrer o seu caminho...
Poemas sempre lindos, com imagens fantásticas.
Beojos

arobos disse...

Disfruto cada día con tus imágenes y tus versos.

Maria João disse...

Sonia

Passei para te deixar um abraço, para absorver as escolhas poéticas que fazes e admirar as tuas fotos.. lindas, sempre!

Um beijinho

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.