.

.

19 novembro 2009

Pássaro Triste



Ouço-te gorjear dentro de mim
Num cântico tristemente moribundo
Diz-me…
Porque não procuras a luz do sol
Que trespassa as folhas em silêncio?

Vá… lá… meu doido, reage à tristeza
Não deixes que a chuva, molhe os teus olhos
Muitas vezes é na solidão que se encontra
A solidez e a vontade, que nos roubaram!

Vá lá… pássaro triste…
Não te alimentes apenas de duvidas
Quem sabe?
Talvez o vento traga de novo sementes
Que foram arrastadas pela fúria da chuva
Vá lá… seu fraco…
Há sempre um novo dia que renasce…
Procura desbravar o longínquo horizonte
Não deixes que os abutres,te massacrem e assustem
Não deixes que os rios corram nos teus olhos!
Diz-me…
Porque não procuras a beleza do luar?
Vai… vá lá…
Voa incansavelmente até junto do mar
Transforma-te em águia no seu voo incessante
Faz das rochas da praia o teu eterno altar
E mesmo que estejas ferido,
voa… em pensamento!

Vóny Ferreira



32 comentários:

Efigênia Coutinho disse...

Sonia, eu não esqueci um só de todos os meus amigos aqui, e hoje retorno, depois de muito trabalho com o nosso Site, e os 1000 Sonetos, agora poderei estar ao lado de todos , matando as saudades, que se fazem presente ao presente momento, e você foi a primeira que eu escrevo, com carinho, Efigênia

Sônia Silvino disse...

Olá, Xará!
As tardes de primavera são as mais gostosas do ano.
Abraços!!!

tossan® disse...

Esse teu cantinho encanta, com poesias e fotos lindas. Beijo

Adolfo Payés disse...

Bellos poemas como siempre, con las imágenes preciosas...
Todo un gusto inmenso pasar a leerte.

Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos de siempre..

Que tengas un buen fin de semana..

direitinho disse...

A Vony Ferreira tem destes poemas.
Belos profundos e com uma mensagem activa e actual.
Gostei muito e fez uma boa selecção.

mar salgado disse...

Belo poema.
Quantos Pássaros Tristes o lerão?
Ter esperança e lutar.

Pena disse...

Maravilhosa Poetiza Amiga:
Um lindo mar. Umas deliciosos pedras e areia extraordinária, observadas pelos seus lindos olhos de sonho poético.

Que pureza descortino nas suas lindos versos de fascínio. Doces.
Tem uma sensibilidade poética de fascínio. ENCANTO.

OBRIGADO pela sua ternura deixada no meu "cantinho" que adorei.
Parabéns sinceros pela pessoa doce e linda que é e, significa.
Beijinhos amigos de imenso respeito.
Sempre a admirá-la

pena


Linda...!
Bem-Haja, pela profundeza enternecida como visita as pessoas.
É uma honra estar aqui.
MUITO OBRIGADO, amiga de deslumbre.

Isa disse...

Bom Dia.Passei aqui para lhe desejar
um Fim de Semana feliz e muita luz!
Lindas as fotos.
Parabéns.
Beijo.
isa.

sam rock disse...

Voemos como ese paxaro arrodeado de incertidumes, pois no espacio sempre hai un lugar para a liberdade.

Bo fin de semana.

Unha forte aperta.

sam rock disse...

Voemos como ese paxaro arrodeado de incertidumes, pois no espacio sempre hai un lugar para a liberdade.

Bo fin de semana.

Unha forte aperta.

Fernando Campanella disse...

Bom dia, Sonia, novamente aqui, me encantando com tuas fotos, imagens mais do que lugares, da alma. Linda esta foto desta postagem, desta ave na pedra, desta postagem. Muito obrigado pelo carinho de tua alma , pelas visitas, fico muito feliz. Assim como fico feliz em passar por aqui também. Muito lindo o poema do Guimarães Rosa de uma de tuas últimas postagens. Grande abraço em vc e no Eduardo.

Sereia disse...

Bom dia amiga,obrigado por tua visita.
Que postagem linda!!!Grande poetisa,tuuuuuuudo de bom...
Um beijo grande

LOURO disse...

Olá amiga Sónia!

Lindas fotos e um belo poema...
Obrigado pela visita!!!
Bom fim de semana.
Beijinhos de carinho e amizade,

Lourenço

arobos disse...

La barca varada en la orilla resulta tremendamente poética.

Pelos caminhos da vida. disse...

Fim de semana iluminado amiga.

Lindas imagens.

beijooo.

Maysha disse...

Sonia lindo poema da nossa amiga Vóny. As tuas imagens são muito bonitas

Passei para te desejar um bom fim de semana
Beijo de
luz
Isa

RETIRO do ÉDEN disse...

Que lindas palavras de incentivo a tantos "pássaros" que andamos por aí...sem força para continuarmos nos voos necessários à nossa sobrevivência!

As fotos uma delícia...O Vencedor está uma beleza.
Bjs.
Mer

Mariazita disse...

Com os votos de bom fim de semana venho convidar-te a ir ao meu blog OLHAI OS LÍRIOS DO MACUÁ
buscar as flores que colhi no meu jardim para as minhas amigas.
Encontra-se na sidebar, em 1ºlugar.

Beijinhos
Mariazita

Vitor Chuva disse...

Olá Sonia!
Poema bonito, com memsagem bem positiva, que agrada ler.

Desistir é falhar aos nosso próprios olhos, e mesmo quando parece nada mais restar para fazer, ainda assim encontramos em nós a força para recusar esse passo.
Bom fim de semana; um abraço.

vitor Chuva

Agulheta disse...

Sónia! Tantas vezes somos como o pássaro triste e solitário,que enfrenta a chuva,e tempestades,para de novo voar rumo ao horizonte e rasgar as nuvens da esperança.
Beijinho bfs
Lisa

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Sonia mais uma bela escolha de poema e de fotos.
Um abraço

Juliana Paez disse...

Oi Sônia...

Muitas vezes é na solidão que se encontra a solidez e a vontade, que nos roubaram!

Amei essa frase....simplesmente perfeita!!

Bjos da JU

Rimbaud no Café de Flore disse...

Olá, talvez a geografia, a minha, que é europeia, torne ainda mais subjectiva a "representação" da sua Primavera aí no outro lado do "lago" Atlântico (...) existe indubitavelmente poéticas metáforas na sua escrita e alguns movimentos dos elementos com que também aqui, em Portugal, a Primavera se manifesta.

Rimbaud
Este é o meu bloghttp://rimbaudcafedeflore.blogspot.com/ se puderes visitá-lo

♥ ♥ Eu disse...

Lindas fotos amiga.

grande beijo prá vc e maravilhoso fds!

Silvana Nunes .'. disse...

Salve !
Estou por aqui dando uma espiada.
Muito obrigada por sua visita e por palavras tão carinhosas para com o meu trabalho.Seus comentários sempre colorem o meu espaço e enchem o meu coração de alegria.
Volte mais vezes, FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... terá sempre uma história para contar.
Saudações florestais
http://www.silnunesprof.blogspot.com

Luísa disse...

Sempre de muito bom gosto o casamento entre poesia e imagem!
Beijinho terno e votos de um excelente fim-de-semana!

José Carlos Brandão disse...

Olá, Sônia.
Gostei de ler o pássaro triste.
Não sei se bem dentro da proposta, do poema, mas penso que todos deveríamos soltar o pássaro que temos dentro de nós, para que não cante como um pássaro triste.
Continue pescando poesia.
Um ótimo fim de semana.
Grande abraço.

Alvaro Oliveira disse...

oLÁN sonia

Passei para matar saudadesn e apresentar minhas desculpas pela ausencia verificada.

lhe desejo um bom fim de semana

Beihjos

Alvaro

Baby disse...

Vá...pássaro triste, voa para longe de mim durante um tempo. deixa que a alegria regresse
e inunde o meu coração de risos!

Beijinhos.

Perla disse...

Há alturas assim...
em que até um pássaro tem a sua tristeza...
mas é bom que nunca deixe de saber voar.

Bom fim de semana

Bjinhos

MARIA L. BÓZOLI disse...

Talvez o vento traga de novo sementes
Que foram arrastadas pela fúria da chuva............lindoooooooooo

Obrigada pela visita Sonia e te desejo um ótimo FDS.

Beijos na tua alma linda!

VÓNY FERREIRA disse...

Sónia, uma vez mais quero agradecer-lhe a homenagem. Se uma pessoa com a sua sensibilidade e beleza interior gosta do que eu escrevo, só pode deixar-me lisonjeada e feliz!
Muito obrigada pelo carinho.
No seu blog, repito, respira-se poesia que nos é transmitida não só pelas palavras como pela criteriosa selecção de imagens.
Um grande abraço.
Vóny Ferreira

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.