.

.

22 fevereiro 2010

Sinto-me dispersado



Sinto-me dispersado
em areia, alga, vento.
Que ficou do passado,
se o que resta é o momento?

Uma caricia vaga,
indecisa, procura
o que a memória apaga;
e de tudo perdura

leve aragem, não mais,
docemente soprando
junto às margens de um cais
que está sempre esperando.

Alphonsus de Guimaraens Filho





No ILHA DA MAGIA: Chuva na tarde

17 comentários:

Sonhadora disse...

Sónia
Que lindo poema, gostei muito.
As fotos como sempre lindissimas.

Beijinhos
Sonhadora

Nanda Assis disse...

perfeição de lugares lindos.

bjosss...

direitinho disse...

O passado é um momento que apenas nos acaricia o pensamento de leves recordações

rouxinol de Bernardim disse...

Poesia e fotografia em sintonia...

Eduardo disse...

Excelente poema, cheio de melodia, beleza e força

Gostei de passear pelas suas páginas tão cheias de ternura e promessas

cristal de uma mulher disse...

Um poema onde se estende cor e natureza na ponta das palavras.Muito gostei.
Beijos de cristal

Anne Lieri disse...

Sonia,que poesia comovente e bela!As imagens estão demais!Adorei!Bjs,

poetaeusou . . . disse...

*
infinitas
são as tuas escolhas,
parabens,
,
conchinhas, deixo,
,
*

Miguel Eibel disse...

Boa tarde!
Lindo seu blog e as fotos maravilhosas!
Parabéns!!
Tudo de bom!

http://migueleibel.blogspot.com

Daniel Costa disse...

Sonia

Aque tudo é magia, depois fica-se encantado ao observar a escadaria com que de acessa à ilha que tem o própro nome.
Daniel

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Sonia
Estamos sempre esperando por algo, pela chuva, pelo sol, por um grande amor.
Um abraço

Caurosa disse...

Belos poemas e magníficas imagens fotográficas, parabéns.

Paz e harmonia,

Caurosa

Glória Müller disse...

Nossa, Sônia... Meu Deus!
Hoje eu estou especialmente muito sensível.Mas, vamos lá.
Imagens perfeitas, condizentes com o poema.
Beijos com muito carinho.
Glória

Pérola disse...

Boa noite amiga linda.
Obrigado por tua visita,fiquei contente.
Me perdoe pela demora mas estou numa correria q só Deus.
Eu volto com mais calma ok?
Um beijo grande.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Amiga.

Este poema trouxe até mim
um gosto de saudade.
Saudade de algo que estou a esperar,
e que busco no horizonte,
com meus olhos de infinito.

Uma semana de paz para ti.

Mar Arável disse...

Texto e imagens

um casamento belo

que apetece viajar

Bjs tantos

Rosemildo Sales Furtado disse...

Acho que a carícia, mesmo sendo vaga, pode reavivar aquilo que a memória apagou.

Bela combinação, um lindo poema com imagens maravilhosas.

Abraços e ótima semana pra ti.

Furtado.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.