.

.

05 março 2010

Sinal dos tempos



É preciso fazer uma canção
Um trato, uma entrega, uma doação
É preciso a chuva escura, a noite
É preciso tudo agora
Um dissabor, uma vitória, uma confissão
A voz de um instrumento e a tua mão
Que nos faça acordar.

Sim...meias palavras não bastam
É preciso acordar
É preciso mergulhar mais que mil pés
Onde Netuno traça o rumo das marés
É preciso acertar a direção dos pés
Quando os velhos caminhos se esgotam
Os tempos não voltam
É preciso alcançar outra estação
Mesmo com sono, mesmo cansado
Solto como um cão
É preciso o sol, a rua, a tarde, a multidão
É preciso atravessar lá fora
Um corredor , um rio da história, uma revolução
Um caos de uma palavra nova
Um sim e um não
Que nos faça acordar
Sim...meias palavras não bastam
É preciso acordar...

Totonho Villeroy e Bebeto Alves



Desculpa amigos se não puder visitá-los hoje, estou triste, há um ano estamos convivendo no trabalho com demissões praticamente todas as semanas, todos os meses. Já perdemos muitos colegas, pessoas que precisavam do trabalho. Mas hoje, perdi companheiras e uma amiga muito próxima, parceira das viagens ao trabalho, das conversas, das brincadeiras com as fotos pela janela...enfim, claro que a amizade pode continuar, mas a convivência a que estávamos acostumadas, esta sim, chegou ao fim, ao menos por enquanto. São dias de muito stress, angústia, tento me recompor a cada dia, mas está ficando um pouco difícil. Pensei até em parar com o blogger, mas desisti, acho que preciso mais deste espaço que ele de mim... Aos que eu não conseguir visitar, fica aqui o meu abraço e o meu desejo de que tenham um lindo final de semana.

29 comentários:

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Sonia, que coisa mais triste...
Colocarei voce e teus amigos em minhas orações.

Força!

Glória Müller disse...

Espero, sinceramente, Sônia,que dias melhores venham até vc e para os seus amigos que perderam o trabalho.
Boa sorte a todos!
Beijos com carinho,
Glória

direitinho disse...

Bom dia Sônia
Pensava eu que essa situação era única aqui em Portugal.
Há milhares de pessoas desempregadas, a passar por grandes necessidades e famílias inteiras atiradas porta fora,negando-lhes o direito ao trabalho e ao pão de cada dia.
Não sei onde os nossos governantes pensam levar-nos. Eles não sabem governar. Sabem falar com dialética e enganam com palavras todos os dias.
A maioria deles não sabe fazer nada na vida e lutam apenas para ocupar os primeiros lugares no governo.
Não ouvem as queixas do povo e continuam a favorecer os grandes empresários.
O mal sempre foi este e é de sempre.
Beijinho e coragem.
A sua amiga que não fique de braços cruzados.
Façam alguma coisa que lhes dê rendimento-bolos, roupa, flores...

Graça Pereira disse...

Minha Querida
Faço minhas as palavras do Direitinho , o Luis. Aqui em Portugal, a situação é a mesma. Estamos vivendo a MULHER e o seu dia e o teu blogue pode fazer alguma coisa por elas... nem que seja devolver-lhes o ânino e a esperança!
Beijo amigo extensivo a todas elas.
Graça

Leonor Lourenço disse...

Que triste Sónia! O meu carinho e afeto vai até aí.
Beijos da Leonor

Dani disse...

eu adorei o poema! ficou muito bom mesmo... é preciso fazer muitas coisas, ousar, arriscar, pôr as caras e seguir rumo a felicidade... meias palavras não bastam, a menos que queiramos levar uma meia vida e viver meios sonhos... não, não acho isso legal!
olha, espero que as coisas melhorem por ai ok... é muito chato "perder" companheiros, mas não desanime... tenha força e fé em Deus! beijinhos bom fds!!

Ricardo Calmon disse...

Atitude e unidade sempre,Sonia,como se anjos fossemos todos com uma só asa!

Um bom fim de semana!

Viva La Vida!

Chica disse...

Fico muito chateada em ver que essas coisas não param de acontecer.Realm,ente essa insegurança faz muito mal. Bom que não saíste do blog.Isso é uma canto onde relaxamos, nos faz bem! Beijos, que tudo fique bem por aí!chica

Nilson Barcelli disse...

O poema que escolheu é muito bonito.
É preciso acordar...
Mas vc anda acordada, pelo que vejo. Só que nem tudo o que vê é bom.
Mas tudo vai melhorar, por certo.
Querida amiga, bom fim de semana.
Um beijo.

Betty disse...

Hola Sonia: Vamos a no flaquear, adelante y por favor no nos abandones, en este tu precioso blog del que a diario nos nutrimos. Todo mi amor! Fuerza

Henrique Rodrigues Soares disse...

Querida Sônia não deixe se abater pelas circunstâncias, infelizmente os dias são dificeis, mas receba nosso carinho que vem de longe, porém sincero.

O seu blog não pode parar, pois ele é importante não só para você, mas muito mais para os que o seguem.

Nós os que amamos a poesia, aproveitamos até o sofrimento para valorizar o dom da vida, pois nada se repete.

Um Beijo Fraterno No Teu Coração.

Sds.

Baby disse...

Lindíssimo o poema, triste a realidade que todos vivemos hoje.
Mas há que ter esperança, as crises foram feitas para se vencer.
E enquanto ouvimos a linda melodia que nos ofereces, vamos sonhaqndo com dias melhores.

Um beijo.

AROBOS disse...

Una vez más me voy de tu blog con los ojos alegres y el alma encantada con la lectura de esos versos.

Mar Arável disse...

É preciso dormir de olhos

acordados

Bj

Vitor Chuva disse...

Olá Sonia!

A realidade nos dias de hoje não deixa muita razão para optimismo para quem depende do seu trabalho para viver ... ou sobreviver.
E é um pouco como a peste; o mal alastra - e chega atodo o lado.
Já aqui tinha falado disso; é duro presenciar a situação dum amigo, familiar,ou mesmo outra pessoa,quando é confrontado com tal situação.Mas, não se pode baixar os braços - é preciso procurar, ainda que saiba muito bem que isto é mais fácil de dizer do que fazer ...
Olhe! Não desanime! o blog pode ser uma preciosa ajuda para tentar ultrapassar este momento menos bom.
Um abraço.
vitor

Antonio Campos disse...

Sonia amiga grande e fraterno abraço. Infelizmente vivemos tempos ruins como esse que acontece ai. Torço por você por todos enfim mas não desista nunca.

sois a rocha
a maré alta a lua cheia
farol do navegante a bússola
que com certeza a muitos mostra o caminho Vento na Ilha nossa trilha.

RosanAzul disse...

Oi Sonia...
Essa é a dura realidade... a que nos persegue todos os dias...
"É preciso amar... é preciso saber viver"...

Tenha certeza Sonia: Nada acontece sem que Deus assim o permita...
Tudo tem uma razão de ser e em tudo sempre haverá um aprendizado, um crescimento. Tenho certeza que todos conseguirão superar essa fase difícil.
Minha solidariedade...
Abraços de carinho e amizade.
Que tenhas um fim de semana iluminado.
Ro

Luan Fernando disse...

Lindo , mas triste!
Beijos

AFRICA EM POESIA disse...

Sonia
Obrigada pela visita e pela amizade...

Sonhadora


ROSA


Um beijo para ti e... ´~




NÃO ME IMPORTO



Não me importo...
Que pensem o que quiserem...

Não me importo...
Que imaginem o imaginário...

Não me importo...
Que digam o que não é...

Não me importo...
Que inventem o que apetecer...

Não me importo...
Que falem, só para não estarem calados...

Não me importo...
Que acordem e pensem que dormi...

Não me importo nada...
Mas importo-me...
Em ser eu...
Em estar presente...
Em ter os olhos abertos...
Em estar atenta...

Em ver o que o mundo precisa...
De gente que saiba sorrir...

E assim, muito a sério...
Eu importo-me, mesmo!...

LILI LARANJO

Agulheta disse...

Sónia. Poema muito bem escolhido como sempre por aqui.

Quanto a tristesa que te aflige,penso que o problema está a ser a nível mundial,o meu lamento pelos amigos e recebe um abraço fraterno e amigo.
Beijinho Lisa

Pérola disse...

Boa noite amiga.
Muito obrigado pela sua visita.
beijos.

SAM disse...

Sonia, lindo poema e foto.

Todos nós entendemos perfeitamente esta triste realidade e estamos solidários. Tudo passa e Deus age! Tudo ficará bem.

Bom fim de semana. Beijos, com carinho.

Fernanda disse...

Olá amiga Sónia,

Gostei muito do poema escolhido em oposição ao que nos conta seguidamente.

Lamento o sucedido, um abraço muito grande e fraterno.

Norberto Marques disse...

Amiga Sónia, votos de um óptimo fim de semana.

Abraço

Norberto

Sílvia disse...

Gostei muito do seu blog, ao menos isso sabe que tem :)

Beijo e boa sorte

Mara disse...

Oi Sonia, sinto muito.
Imagino como deve estar se sentindo, mas procure ser forte. Infelizmente temos que conviver com tristezas também.
Amanhã é um novo dia, confie em Deus.
Beijos.

Mahria disse...

Lindo poema que escolhestes Sônia, como todos por aqui, uma pena ser ele, para embalar sua tristeza. Fiquei tão pensativa, embora não conheço as pessoas, não tenho amizade direta com elas, sinto tanto. É tão ruim, por demais ruim esse clima, esse stress no trabalho isso acaba mesmo com agente. Mais vai dar tudo certo, eu creio piamente nisso.

Bjos e abraços com todo meu carinho.

Mah

Dora Regina disse...

Sonia, não sofra diante das dificuldades, toda experiência, por pior que seja, tem sempre algo que pode ser aproveitado de uma maneira construtiva, tente manter uma atitude positiva, tire proveito das suas dores particulares e transforme os obstáculos em experiência de vida! Todos nós passamos por situações ruins, mas elas são o desafio que nos levam adiante, e, por mais que pareça que não vamos aguentar; não se esqueça, Deus está com você e com seus colegas de trabalho.
Sonia, que Deus acalme o seu coração, estarei rezando por vocês.
Um abraço!
Nem pense em desistir do blog viu?

Lu Nogfer disse...

So hoje vi esse post e vejo que é recente!
Que vc se recomponha o mais breve possivel!Que Deus lhe abrace e lhe dê forças dos ceus e acalente tuas lagrimas!

Nao desista do blog!Vc pode continuar!Tera forças!
Jesus te ama!

Beijos

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.