.

.

21 abril 2010

Luz


Já tive presssa, mas hoje sigo devagar,
Não me importa mais ser a primeira,
mas a que sempre segue caminhando,
e nada quero da vida, a não ser esta luz
que escreve doces poesias na alma...
A tarde cai e o sol cria mil fulgores
que balançam no vai e vem das águas,
intensa luz como a há no teu olhar.
alimentando de cores esta infinitude.

Sônia Schmorantz



27 comentários:

Sílvia disse...

Passo a passo um novo dia vai chegando :)

tossan disse...

Lindas! Lindas....Foto e poesia! A primeira lógico! Beijo

UIFPW08 disse...

Querida Sonia deslizando sempre bela poesia e fotógrafos de Deus

ONG ALERTA disse...

Esta luz é mágica...paz.

Rosa Carioca disse...

Lindas fotos e bela poesia, profunda!.

Lu Nogfer disse...

...Essa luz que ilumina com doces palavras: as suas!

Beijos,amiga!

Boa noite!

Astrid disse...

Olá, Sónia. Obrigada, minha querida. A partir de agora, estou a dedicar cada um dos 59 segundos, de cada minuto da minha vida, para agradecer.

Beijos, flores e estrelas *****

M@ria disse...

No misterio do sem-fim equilibra-se um planeta. E no planeta um jardim e no jardim um canteiro no canteiro uma violeta e sobre ela o dia inteiro entre o planeta e o sem-fim a asa de uma borboleta.

Cecília Meireles

Feliz Noite........Beijos! M@ria

Déia disse...

A primeira foto é tão linda, que chega a faltar o ar!!

Parabens!

bj

Maria João disse...

Sonia

E é devagar que se saboreia a vida...

Um abraço

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá amiga! Uma bela composição: as lindas imagens e o teu belo poema.

Abraços,

Furtado.

Versi D'Amori disse...

Sonia,

Parabéns....belíssimo poema e lindas imagens...encantador!!!

um beijo!!!

Reggina Moon

Rosani disse...

Linda poesia, que importa é caminhar até encontra a luz do teus olhos, lindo isso, bjos menina querida

Elena Durán disse...

Hola:

Gracias por pasar por mi blog. que bien desde Brasil!!!!!!
Yo vivo en una isla de España: Mallorca.
me gusta muchisimo el MAR así que me encantan tus fotos, son relajantes y preciosas. Qué bonito que hayas vivido esos momentos!!

Un saludo: Elena

lupussignatus disse...

essa luz

que irradia

da palavra

da imagem

é alimento



*obrigado
abraço*

Jortas disse...

Adorei a luz das fotos.
Esse mar iluminado parece acender na alma uma nova chama de ternura.

RosanAzul disse...

Oi SoNia! Bom Dia!
Venho te agradecer o carinho da visita e comentário ao meu poema.
Será uma honra ter meu poema editado no teu espaço. Muito obrigada!!
Teu escrito assim como a imagem, belíssimo! Parabéns!
Abraços de Paz Profunda!
RO

A.S. disse...

Sónia...

Um belo poema em sintonia perfeita com belas imagens...

Beijos
AL

sam rock disse...

Ese cielo desabrigado de infinitas dimensiones que se confunde con el mar, seguramente guarda el secreto de la vida.

Un abrazo

Vitor Chuva disse...

Olá Sonia!

Bonita metáfora sobre o "nosso" sol e a luz que dele irradia, e o não ter pressas, quando se tem certezas.
As fotos, servem de linda moldura ao poema.
Uma braço.
Vitor

Espaço Aberto disse...

É com imenso prazer que chegamos até a sua casa e convidamos você a fazer parte do Espaço Aberto – Um blog para todos! Lá você em breve encontrará proposta para postagens coletivas (Tem uma ótima que já está pronta para ir ao ar!), sorteio de brindes, entrevistas, publicações dos mais diversos assuntos, enfim você não pode ficar de fora. Venha participar!

Daniel Costa disse...

Sónia

Adorei o teu poema! De facto não é necessário andar depressa, chegar na frente, o que é preciso é luta por fazer bem.
Abraço
Daniel

Juliana Paez disse...

Oi amiga...

Saudades de passar por aqui e receber esta paz que seu cantinho sempre me trouxe.

Precisava muito de suas palavras.

Obrigada de coração!!!

Bjos da JU

Luiz Caio disse...

Oi Sônia! Como vai?

A vida vai nos ensinando, e com o tempo a gente aprende o quanto a vida é simples!

TENHA UMA LINDA TARDE!

Beijos

Maguta Bertolli (Michelle Rodrigues) disse...

Que esta luz continue em ti!
Lindo poema e fotos como "poesias na alma" ;)
Bjos

Graça Pereira disse...

Não há pressa...é hora de construir poemas com palavras cheias de luz.
Um beijo e bom fds
Graça

Fragmentos Culturais disse...

... é mesmo assim! A vida nos vai ensinando a não ter pressa, ir devagar para fruir cada momento que nos atravessa!
Quanta beleza em suas fotos, também!

Boas leituras... neste dia! Uma flor por um livro?
:)

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.