.

.

16 abril 2010

Poema 4


Eis que manha chega de tempestade
em um coração do verão.
Como alvos lenços de adeus passeiam as nuvens,
e o vento os sacode com suas mãos andarilhas.
Incontável coração do vento
batendo sobre nosso silencio enamorado.
Zumbindo entre as árvores, orquestrais e divinas,
como uma língua cheia de guerras e de cantos.
Vento que leva num rápido surrupio a folhagem
e desvia as flechas latentes dos pássaros.
Vento que a derruba em onda sem espumas
e sustâncias sem peso, e fogos inclinados.
Se irromper e se submerge seu volume de beijos
combatido na porta do vento de verão.

Pablo Neruda


Imagens 1: Arco-iris na praia do Campeche da amigaLee Eilert, imagens 2 e 3
pela janela do coletivo à caminho do trabalho - Lagoa da Conceição

18 comentários:

direitinho disse...

Pablo Neruda e a sua poesia.
Fico a sonhar nestas ondas sem espumas e fogos inclinados.

Nanda Assis disse...

é animador ver estas imagens nesse friozinho q ta fazendo aqui.

bjosss...

Lou Alma disse...

Sempre tão bom visitar essa vossa ilha que qualquer dia considero um pouco minha também. Acabei de vir do blog do Eduardo para encontrar aqui mais uma maravilha da escrita, Pablo Neruda. Vocês formam de facto um casal espectacular. Beijos de um optimo fim de semana.

Wanderley Elian Lima disse...

Pablo Neruda, dispensa comentários. Parabéns pela escolha.
Um bom fim de semana
Um abraço

Priscila Rôde disse...

O que dizer do Pablo Neruda?
Perfeito!

C@urosa disse...

Olá minha querida e sensível Sonia, Pablo Nerudo é genialidade pura, magistral a relação natureza/amor em sua obra.Muito bom!

paz e harmonia em sua vida,

forte abraço

C@urosa

HELENA AFONSO disse...

Como é LINDO O VER~
AO cantado pelo coração e pensamento de PABLO NERUDA, bjº HELENAB

MARIA L. BÓZOLI disse...

"Não cruze os braços diante de uma dificuldade, pois o maior homem do mundo morreu de braços abertos!" (Bob Marley)

Feliz Sábado......Poesia & Sonhos!

MARIA L. BÓZOLI disse...

"Não cruze os braços diante de uma dificuldade, pois o maior homem do mundo morreu de braços abertos!" (Bob Marley)

Feliz Sábado......Poesia & Sonhos!

Vitor Chuva disse...

Olá Sonia!
Este lindo poema traz-me à mente o bonito filme "O carteiro de Pablo Neruda"; ambos são um prazer!
Um abraço, bom fim de semana.
Vitor

Alvaro Oliveira disse...

Amiga Sónia

Pase em meu blog para receber um premio TALENTO POETICO, na barraq lateral.

Por dificuldades de ler, não posso
dizer algo sobre seu post. Estou
fazendo um tratamento aos olhos, com aplicação de medicamento e não
posso ler.

Bom fim de semana

Beijos

Alvaro

poetaeusou . . . disse...

*
que encanto
,
um irisado Neruda,
obrigado,
,
conchinhas coloridas,
deixo,
,
*

ursinha disse...

Lindo belo amei
bjs de mel
ursinha

Rosemildo Sales Furtado disse...

Grande Pablo Neruda. Mais uma vez acertaste na escolha. Belo poema e lindíssimas imagens. Parabéns!

Abraços e ótimo final de semana.

Furtado.

Maysha disse...

Bonito poema de Neruda e lindas imagens.
Tem um bom fim de semana Sonia, beijos

Pepe Ventureira disse...

Hola Sonia...una postal que provoca alegría y esperanza...algo mágico puede suceder...

Un abrazo

lidia disse...

SONIA MUCHISIMAS GRACIAS!
un abrazo
lidia-la escriba

Sonhadora disse...

Minha querida Sonia
Que belo poema, e belas imagens, uma sincronia perfeita.

beijinhos
sonhadora

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.