.

.

04 maio 2010

CONFIDÊNCIA




Vou fazer-te uma confidência:
aprendi o ofício dos sonhos em versos
que se colam ao corpo, no fascínio ardente
de olhos teimosos de sonetos.
Há um espaço meu dentro de cada poema,
um espaço verde e cheio de areia,
um lugar de mudez, agasalhado de certezas.
Aprendi a voar em linhas, indecisa no azul
das canetas. Irada e louca aprendi a decifrar
enganos, nomes invernosos e pesados,
desfigurei névoas futuristas, dedilhei a medo
o estalar das pedras e das águas.
Parei no frio de uma manhã qualquer e
descobri as coordenadas dos meus sonhos:
perto, perto como as tuas mãos nas minhas.
Vou fazer-te uma confidência:
a tua presença é o tempo que volta,
é sinfonia que se cola ao corpo, no fascínio ardente
de olhos teimosos de sonetos.
Há um espaço meu dentro de ti,
um espaço verde e cheio de areia,
um lugar de mudez, agasalhado de certezas.
Nas coordenadas dos meus sonhos,
encontrei as tuas.

 Márcia Gonçalves




16 comentários:

SAM disse...

Sonia,

o poema é denso, intenso e lindo!

Adorei, como as fotos também.


Beijos e ótima semana.

Glória Müller disse...

Será que é possível escrever alguma palavra para descrever um poema tão bonito assim...

Beijos
Glória

Pérola disse...

Ñ amada, ñ desista de escrever faz bem a alma e ao coração.
Seu blog é fantástico faria muita falta.
Eu me afastei por razões de saúde,mas eu voltei mais rápido do q imaginava.
Sinto falta daqui, embora tenha uma vida maravilhosa,mas devo levar em consideração as amizades e tudo de bom q elas podem nos ofertar mesmo sendo virtual
Beijos amiga.Muito obrigado pela visita.

Sonhadora disse...

Minha amiga
Lindo poema.

Beijinhos
Sonhadora

Adolfo Payés disse...

Un placer siempre pasar por tu espacio.. después de mi ausencia..

Un Abrazo
Con mis
Saludos fraternos de siempre..

Nanda Assis disse...

passando p deixar um super beijo.

.
-- _____DD_
-/__\\____\____
/…._.|-….|……._.o\
=’(@)--------(@)-´

tossan® disse...

A tua primeira foto é sensacional! lindo poema! Beijo

PS: Eu não sei os teus motivos, mas eu também ando assim.

rosa-branca disse...

Lindo poema para lindas fotos. Beijo meu

Luísa disse...

Todos sonhamos...e divagamos pelo imaginário!
Sonhar alimenta a alma!

Este bom gosto na escolha da poesia, revela a pessoa sensível e madura que a sónia deve ser!
Beijinhos terno!

direitinho disse...

Linda esta forma de sonhar e concretizar a vida em poesia.
Existe aqui uma força motivadora capaz de grandes milagres.
Tenho andado a seguir também o teu poema lateral mas para o interiorizar leva-me algum tempo.
Estados de alma...?

FERNANDINHA & POEMAS disse...

QUERIDA SÓNIA, MARAVILHOSA POSTAGEM... ADOREI...!
ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Maria Luisa Adães disse...

A encontrei em Tossan.

E senti seu desprender do blog e a quase obrigação de responder a quem
nos escreve, com delicadeza e boa
vontade.

Tossam me parece se encontrar nas mesmas circunstâncias, de indecisão.

Eu também oscilo entre o ficar e o partir.

Conheço muito bem Santa Catarina.
Há um ano passei lá uns tempos e apanhou o Natal.
Adorei e também a sua história, diferente de todo o Brasil - parece a Europa - donde
eu sou.

Estamos 3 pessoas sem saberem que atitude tomar. Ficar ou partir!

Coincidência a encontrar e descobrir o desabafo de Tossan?

Me explique. Entende? Eu estou confusa...

Escrevo poemas e Tossan me deu a mão no google.

http://os7degraus.blogspot.com

este é o meu blogs, também escrevo no sapo há 2 anos e neste momento me afastei, mas ninguém sabe.
O google me traz, as mesmas interrogações.

linda a sua postagem e o que escreve.
Belo o local que habita.

Maria Luísa

Lídia Borges disse...

É uma confidência que se explana tomando o espaço dento de cada poema, e vai desaguar num porto de abrigo seguro, dentro de nós.

Agulheta disse...

Sónia. Poema de grande intensidade,sempre divagamos um pouco,nem que seja num sonho.As fotos estão magníficas como sempre...adoro.
Beijinho

Lisa

Vitor Chuva disse...

Olá Sonia!

Muito bonito o percurso de quem nos faz estas confidências, com um fim merecido para quem tanto sonhou:o encontrar da sua alma gémea!
Um abraço.
Vitor

R.Ferrari disse...

Sempre lindas fotos. Esta ilha é realmente abençoada.
Belo trabalho.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.