.

.

29 maio 2010

Fascinação


Um amor enamorado sazonado
Me vem à memória a todo o instante
Um sonho mágico apaixonado
Sendo assim perene quão constante!...

Relembra uma formosa rosa perfumada,
Ou amor-perfeito delicado
Quiçá aquela orquídea graciosa
Ou da hortência os tons de matizado!

Permanece sempre tua matinal ternura
Tua alegria, teu sorriso, tua mansidão
Num seduzir que o sonho perdura!

Vai embrenhando todo o coração
Ao manto de ternura que teceu
Noturnos de soberba fascinação!

Efigênia Coutinho



10 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Meu blog é o vencedor da Copa Blog.

Obrigada você faz parte dessa conquista.

Um gde abraço.

Bom domingo.

beijooo.

Glória disse...

Um amor para sempre ser lembrado. Muito, muito bonito!

Beijos
Glória

El Drac disse...

Há fãs especiais que não sabemos se a sua maneira de amor ou atração, mas continuamos a seu lado, só sei que eles são inolvidables.Un abraço.

ANTOLOGIA POÉTICA disse...

"As mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar."

Leonardo da Vinci

Lindo e abençoado Domingo! M@ria

Daniel Costa disse...

Sônia

É isso nada mais, "fascinação" foi que senti ao ler o poema de Efigénia Coutinho, uma poetisa de grandes recursos, que seleccionaste.
Fascinação também me causou, mais do que nunca, o teu blog, pela prundidade das fotos.
Daniel

Pérola disse...

Belo poema minha linda.
Beijokas e um lindo domingo.

Jaclo disse...

No es novedad que tu blog, tenga siempre belleza en fotografías y poemas. Es muy grato visitarlo.
Saludos.

Rosa Carioca disse...

Lindo poema e, como sempre, belas fotos. Boa semana.

poetaeusou . . . disse...

*
que belas fotos,
e um grande poema,
da amiga, Efigênia Coutinho !
,
conchinhas.
,
*

AROBOS disse...

Un bello soneto. Feliz semana.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.