.

.

18 maio 2010

REPOUSO


Dá-me tua mão
e eu te levarei aos campos musicados
pela canção das colheitas
Cheguemos antes que os pássaros
nos disputem os frutos,
antes que os insetos se alimentem
das folhas entreabertas.
Dá-me tua mão e eu te levarei a gozar
a alegria do solo agradecido,
te darei por leito a terra amiga e
repousarei tua cabeça envelhecida
na relva silenciosa dos campos.
Nada te perguntarei,
apenas ouvirás o cantar das águas adolescentes
e as palavras do meu olhar
sobre tua face muito amada.

Adalgisa Nery



19 comentários:

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Olha que fala... ouvido que bebe [o manso regaço] :)

Glória disse...

Sônia, onde fica este paraíso?
Mais uma noite para nos sentirmos especiais. Só você!
Beijooos
Glória

Sônia Silvino disse...

Boa noite, meu bem!
Deu saudades e vim lhe visitar!!!
Você é como uma reunião de chocolate
Tem talento, tem prestígio...
... Vale mais q ouro branco,
Brilha mais que diamante negro,
E quem tem sua amizade pede bis!!!Deffanny
Bjkas, muuuitas!

AROBOS disse...

Precioso poema, tierno y dulce. La foto de la barca, muy sugerente.

Baby disse...

Quisera poder usufruir da quietude dessas águas verde esmeralda e ler as belas poesias que nos ofereces.
Beijo.

Laurita disse...

Olá Sónia, fico sempre maravilhada com as fotos que a amiga nos mostra. É um bálsamo para a vista e para a alma. O poema também é lindo. Beijos

Tatiana disse...

Esse pedido para que a mão seja dada é algo que nos leva a sonhar bons sonhos!

Lindo tudo que encontrei aqui!

Um beijo carinhoso

Jaclo disse...

Sonia:
El último verso de tu poema:
"pero que hable al corazón..."
Saludos.

Richard Mathenhauer disse...

Lindos Versos!


(A primeira imagem: toda ponte me encanta, deixando-me a sensação de travessia - se houver uma mão estendida, melhor será a travessia: de onde estou para onde vou. E para onde vou, é sempre uma inquieta pergunta).

Com admiração,

Mariazita disse...

Que fotos maravilhosas!
Apetece viver num lugar assim...
Também gostei do poema de Adalgisa Nery, que não conhecia.

Beijinhos

Wanderley Elian Lima disse...

O poema nos remete ao paraíso, as fotos são do paraíso.
Um abraço

poetaeusou . . . disse...

*
de mão dada estou,
com as tuas escolhas poéticas !
,
conchinhas,
*

ju rigoni disse...

Doçura de poema.

"apenas ouvirás o cantar das águas adolescentes
e as palavras do meu olhar
sobre tua face muito amada."

Bjs, Sonia, e inté!

Graça Pereira disse...

Dá-me a tua mão... e leremos juntas o poema...ao som dos cânticos dos pássaros...
Beijo
Graça

Karina Aldrighis disse...

Lindas fotos e poemas, como sempre!Abraços

SAM disse...

Sonia,

fotos fabulosas e um lindo poema. Obrigada.

Beijos, com carinho

Solange Maia disse...

lindo Sonia !

ir...
de mãos dadas...
tudo fica ainda mais bonito...

que imagens, hein ?

beijos

Rosemildo Sales Furtado disse...

Uma belíssima composição, o lindo poema ilustrado com a beleza dessas paisagens. Adorei!

Beijos e fique com DEUS.

Furtado.

sam rock disse...

Con gusto extendería mi mano para poder ser llevado por esa senda descrita en el poema.

Un abrazo

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.