.

.

01 agosto 2010

O segredo dos pássaros


O coração conhece o segredo dos pássaros,
a ânsia de horizontes para além do horizonte.
O segredo dos pássaros é uma centelha
de luz rebuscando a simplicidade duma vida
imagens móveis que alargam o nosso chão,
apenas em memórias difusas de exiguidade
e fantasmas de veludo passando mãos inertes
sobre o nosso rosto.
Ou labaredas azuis duma tarde quente
e o fio dum arco-íris
em suas cores de transparência e frio.
O coração conhece o segredo dos pássaros
e o seu degredo.
E eu apenas recomeço os trabalhos
da simplicidade da minha vida
e reconheço a sua exiguidade
guiada por horizontes de bruma.

Vieira Calado


16 comentários:

Malu disse...

Os poemas de Vieira Calado são assim mesmo - essa liberdade dos vôos dos pássaros.
Passei para deixar um beijinhos

SolBarreto disse...

Lindo poema!
E que imagens belas...

Luís Coelho disse...

Palavras são pássaros de asas livres.
O nosso coração é ainda mais livre que os pássaros e voa nos sonhos.
Bonita de se ler toda a poesia de Vieira Calado.

Danielle Macena disse...

Muito bom teu blog....
da uma passadinha no meu depois...
Bjus

Lídia Borges disse...

Um poema belíssimo, cheio das cores e da música de pássaros que guardam segredos.

L.B.

Lu Nogfer disse...

Bela poesia!

Palavras tao leves e livres como passaros a voar!

Beijos e uma linda semana!

Ana Maria disse...

Poema e imagens magníficas!
Uma ótima noite de muita paz.
Beijinhos abençoados!

Sonhadora disse...

Minha querida
Que boa escolha, adoro a poesia de Vieira Calado

Beijinhos
Sonhadora

Osvaldo disse...

Sônia;

Bela esta escolha de um poema sublime do "nosso amigo" Vieira Calado.
Fico feliz por o teres postado, porque com ele, adicionaste ao teu blog, muito do Sol do Algarve.

Com "O Segredo dos Pássaros" fazes-nos voar pelas paisagens maravilhosas do Paraná e Santa Catarina.
bjs, Sônia.
Osvaldo

Everson Russo disse...

Lindissimo poema,,,belissimas imagens...uma otima semana pra ti amiga..beijos.

JB disse...

Lindíssimo poema!
Acho que um pouco do segredo dos pássaros se esconde nas palavras! Eles voam e nós também sentindo esse vigoroso bater de asas nas palavras que quase se soltam dos poemas quando realmente os sentimos!

Gostei deste seu espaço e dos poemas!

Beijinho

AROBOS disse...

Las imágenes son cada vez más bellas. Lindo poema.

Saozita disse...

Querida Sónia, mais um lindo poema do Vieira Calado, muito bem ilustrado. Parabéns pela escolha e partilha.

Tem uma linda e boa semana.
Beijinhos

Carmem Teresa disse...

Essa ânsia de horizonte além do horizonte é o clamor da alma poética que busca compreender a vida além das meras visões do dia a dia... Um voo introspectivo que nos transpõe a novos rumos e novos sentires .. Parabens...Belo trabalho e belo blog..
Apresento-lhe também o meu : htpp://poesiasdecarmemteresa.blogspot.com

Graça Pereira disse...

Abri as minhas asas do sonho...ao compasso do poema belissimo de Vieira Calado...e poisei levemente nos jardins das tuas fotos!
Beijo
Graça

M@ria disse...

O que a memória ama, fica eterno.
Te amo com a memória, imperecível.

Adélia Prado

Bom dia com amor e paz! Beijos!!

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.