.

.

20 outubro 2010

Quando...


Quando você não aparece
o dia não acontece
pássaros ficam mudos
barcos se perdem,
e as ondas vão para alto mar
a procura do vento...

£UNA



19 comentários:

ARO disse...

Llevo unos días sin visitar tu blog por falta de tiempo, pero hoy que puedo me encuentro con la belleza de esas imágenes y esa música relajante con la que empiezo el día. Saludos.

Luís Coelho disse...

O amor tem destas cores.
Quando se ama o desejo de viver junto torna-se numa constante.
Bonito poema.

Bloguinho da Zizi disse...

Sônia
Fico repetitiva, mas a paz que aqui encontro....
Grata por isso.
Beijinho
Zizi

Isa disse...

Este espaço,esta música,estes versos,esta paz...
Beijo.
isa.

Poliana Fonteles disse...

ESSE VENTO QUE LEVOU ATÉ AQUI... É UM VENTO ABENÇOADO... ADOREI SEUS POEMAS QUERIDA...

ABRAÇO COM CARINHO!

:D

Wanderley Elian Lima disse...

Quem ama não consegue ficar distante.
Um abraço

SolBarreto disse...

Lindo
Amar é assim...tudo fica meio em preto e branco sem o objeto do nosso amor...

Vitor Chuva disse...

Olá, Sonia!

Quando se não tem o essencial, tudo o mais deixa de ter valor, ou fazer sentido; é uma forma de dependência que criámos, que nos domina...

abraço amigo.
Vitor

Amor feito Poesia disse...

Quando você não aparece
o dia não acontece
pássaros ficam mudos
barcos se perdem,
e as ondas vão para alto mar
a procura do vento...

£UNA

Amor & Paz no seu dia!Beijos meus! M@ria

Lu Nogfer disse...

Ola Sonia

A ausencia do ser amado sempre nos deixa sem norte!

Beijos

momo disse...

Un grande abrazo.
Hoy después de muito tempo me asomo a tu janela ...necesito su luz
beijosssssssssss

Confissões de uma borboleta disse...

A ausência é inimiga do amor...
Das horas douradas...
Da lua dos amantes.
Quem dera ser um só.

Sonhadora disse...

Minha querida
Um poema como sempre bem escolhido e fotos maravilhosas.

Beijinhos
Sonhadora

G I L B E R T O disse...

Sônia

O vento impulsiona os barcos.

O amor impulsiona as vidas.


Lindo post, lindo poema, lindas imagens, tudo lindo, criativo e sensivel por aqui.

Estou de volta, minha amiga!

Abraços e estejas bem!

tossan® disse...

Sim, mas as fotos ficaram lindas mesmo com a ausência do amado. Gostei do poema. A foto do cabeçário está excelente e lindíssima! Beijo

Rosa Carioca disse...

Eu sei que já escrevi isto mas... o que mais posso dizer?
BELAS FOTOS E LINDO POEMA!

João Menéres disse...

Pois não tenho aparecido, pois não...
Tu também não, não é?...
Mas, hoje, não resisti !

E tive sorte, tanto na poesia da LUNA, como, SOBRETUDO, na imagem central !!!
Essas rochas.agulha também existem aqui na Costa Vicentina e eu adoro-as !

Um beijo grande, SONIA!

BRANCAMAR disse...

Sónia,

São maravilhosas as tuas fotos, a imagem do paraíso e a poesia de Luna linda, poesia de saudade e amor. Tudo perfeito.
Beijinhos
Branca

João Menéres disse...

Como o TOSSAN, também muito te felicito pela imagem FANTASTICAMENTE MAGNÍFICA que fizeste para o cabeçalho !!!

Um beijo, SONIA.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.