.

.

12 dezembro 2010

Poema de (quase) Natal


Para isso fomos feitos:
Para lembrar e ser lembrados
Para chorar e fazer chorar
Para enterrar os nossos mortos —
Por isso temos braços longos para os adeuses
Mãos para colher o que foi dado
Dedos para cavar a terra.
Assim será nossa vida:
Uma tarde sempre a esquecer
Uma estrela a se apagar na treva
Um caminho entre dois túmulos —
Por isso precisamos velar
Falar baixo, pisar leve, ver
A noite dormir em silêncio.
Não há muito o que dizer:
Uma canção sobre um berço
Um verso, talvez de amor
Uma prece por quem se vai —
Mas que essa hora não esqueça
E por ela os nossos corações
Se deixem, graves e simples.
Pois para isso fomos feitos:
Para a esperança no milagre
Para a participação da poesia
Para ver a face da morte —
De repente nunca mais esperaremos...
Hoje a noite é jovem; da morte, apenas
Nascemos, imensamente.


Vinicius de Moraes



7 comentários:

tossan® disse...

Sinto uma pequena frustação por não ter tido a oportunidade de fotogragar a ponte. Não importa já que você fez maravilhosamente e muitíssimo bem fico feliz também por apreciar. Beijo

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Sonia
Passei para lhe desejar um Feliz Natal e um 2011 cheio de realizações.
Um abraço

Sotnas disse...

Olá Sônia, desejo que tudo esteja bem contigo!
Belo poema de Vinicius, e belíssimas imagens!
Para isso fomos feitos, para viver uma vida plena, enquanto ainda temos.
É sempre agradável visitar seu vento na ilha Sônia, sempre com ótimos textos e belíssimas imagens! Desejo pra você e todos ao redor tudo de bom sempre, grande abraço e até mais!

SAM disse...

Quanta BELEZA Sônia! Obrigada amiga.


Beijos com carinho e ótima semana

Xana disse...

Muito bonito, e é que cheira mesmo a Natal, aqui em Portugal faz frio , neva... cheira a lareira ao cair do dia.
Muitos beijinhos e Boas Festas

Sandra Helena Queiróz Silva disse...

Olá Sônia!

Desejo um Natal de luz e paz, junto dos seus. Que o ano transforme seus sonhos em realizações. Tudo de bom sempre.


Beijos de Luz!

Lu disse...

Oi! Sônia

Lindas fotos.
Essas luzes refletindo nas águas é LINDO.
Essa ponte iluminada, ficou show.
Vinicius de Moraes é sempre maravilhoso.

Que seu NATAL seja maravilhoso repleto de coisas boas* muito AMOR***

Abraço!

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.