.

.

25 maio 2011

Como as ondas


Como as ondas de espuma branca
Rebolo frágil na areia da vida
Fustigada pela brisa que o sol mal aquece.
Olho o mar! Sempre o mar me extasia!
O mar sempre majestoso, divino, azul e grande
Como os sonhos nascidos ou desfeitos
Que a vida em teias me tece.
A praia vazia e fria fica parada, alheada
Nos grãos de areia a chorar a solidão.
Já foi gente, já foi quente, já foi mar e multidão
Já foi amiga comigo a abrir o coração.
Agora só, chora a saudade do abraço que não tem.
Ninguém passa, ninguém beija ou abraça.
Das vidraças desce o sol e vem poisar no caminho
E a onda bruma, fria e bela vestida de branco arminho
Clama o tempo, vai e vem,
E nunca passa ninguém
Marcando os passos na areia.
Por companhia, as gaivotas solitárias tão belas filhas de Deus
A sonhar o mar.
Também elas trazem asas para emprestar à sereia
Que tanto queria voar.
Vem saudade. Vem abraço. Vem ó onda poisar-me na minha mão
Neste horizonte azulado, em vez da amiga ao meu lado…
Tenho-te e ti mar salgado. Teu corpo em onda deitado
Tem dentro o meu coração.

Donzilia Martins
Povoa do Varzim, 8/01/2010



Praia dos Ingleses, quarta-feira, 25/05/2011

4 comentários:

isa disse...

Belo Poema,belas imagens,bela música.
Parabéns pelo post que me tocou.
Beijo.
isa.

Sotnas disse...

Olá Sônia, desejo que tudo esteja bem contigo!
Como já faz parte deste teu belo cantinho, nem preciso dizer o quão belos são os textos que postas neste teu vento na ilha, sempre encimados por estas tuas belíssimas imagens, e assim agradecido venho até aqui e me emociono sempre com as postagens q compartilha com os amigos, parabéns pelas escolhas sempre de muito bom gosta!
Agradeço pela amizade e visitas, e desejo a você e todos ao redor intensa felicidade, grande abraço e até mais!

momo disse...

mi querida amiga cuanto tempo...hoy necesitaba leer y admirar tus imágenes ...hoje tinha saudade...por eso me llevo un retazo d epoema tuyo a mi blog...beijos beijos

Malu disse...

Aqui há um casamento perfeito de palavras e imagens... Sempre tão mágico o mar que nos extasia sem que saibamos...
Quando percebemos já estamos enfeitiçados por ele...
Abraços, minha amiga e grande fim de semana!

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.