.

.

05 abril 2012

Ressurreição



Não havia mais dia ou noite
Janelas trancadas, relógios quebrados
Fome e sono adiados até os limites do corpo
Alimentou-se de palavras
Até o quarto ficar pequeno
E vazio
Só então abriu as janelas
E mostrou as asas
Finalmente fortes
Sorriu... e se entregou ao vento.

Jeane Bordignon

4 comentários:

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Sonia!

Poema forte, e triste; a rimar com morte...tempo de calvário...

Que tenha uma Páscoa Feliz e um Bom domingo, nesta sua ilha bonita.

Com uma abraço.
Vitor

Eloah disse...

Querida Sonia, Feliz Páscoa! Páscoa nos lembra renascimento, recomeço e uma nova chance. Que a alegria da Páscoa invada o seu coração e o daqueles a quem ama, e faça deste momento um espaço de reflexão de amor e de paz. Bjs Eloah

elvira carvalho disse...

_♥♥_♥♥
_♥♥___♥♥
_♥♥___♥♥_________♥♥♥♥
_♥♥___♥♥_______♥♥___♥♥♥♥
_♥♥__♥♥_______♥___♥♥___♥♥
__♥♥__♥______♥__♥♥__♥♥♥__♥♥
___♥♥__♥____♥__♥♥_____♥♥__♥_____
____♥♥_♥♥__♥♥_♥♥________♥♥
____♥♥___♥♥__♥♥
___♥___________♥
__♥_____________♥
_♥____♥_____♥____♥
_♥____/___@_____♥
_♥______/♥__/___♥
___♥_____W_____♥
_____♥♥_____♥♥
_______♥♥♥♥♥

Passei para desejar uma Santa e feliz Páscoa. Que o espirito da Páscoa perdure em toda a humanidade, para que se construa um mundo mais justo.
Abraço

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Querida poeta Sonia. Desejo a vc e familia uma feliz páscoa. Seu blog é muito lido

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.