.

.

21 setembro 2012

Olhos




Dois pássaros voam,
de um leve azul inebriados.
De onde os vejo
Só há o espelho quieto de um lago.
E já não sei o que é mais visível
se o que enxergo, as aves,
com meus olhos,
ou se aquelas flautas moventes
sincronizadas,
que sonho
com os olhos quietos do lago.

Fernando Campanella


 Praia da Pinheira

4 comentários:

Carmem Dalmazo disse...

Sonia..
Saudades de ti...
Dos teus poemas e das tuas lindas fotos.. Depois de um tempo sem poder estar aqui regularmente estou voltando e aos poucos colocando em ordem meus comentários nos lindos postas dos meus amigos...

Beijosss

Graça Pereira disse...

Fossem meus olhos dois pássaros e estariam aí para me deliciar com tanta coisa bonita.
Beijo e bom domingo.
Graça

✿ chica disse...

Lindo tudo aqui!! Adoro a Pinheira!! beijos, linda primavera e tudo de bom,chica

SolBarreto disse...

LIndo!
Saudades daqui!!!

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.