.

.

21 outubro 2012

Boa noite Solidão



Vai entrando, solidão. A casa é tua. 
Nesta hora em que a cidade se amortalha. 
Não há ruído aqui, nem lá na rua; 
Ninguém nos ouve, nem nos atrapalha. 

Empresta-me ouvidos de silêncio. 
Teus olhos cegos e teu canto mudo; 
Me empresta este vazio, enquanto penso. 
Pra que eu, pensando em nada, esqueça tudo. 

Quero em teu colo, acomodar-me quieto. 
Deixar passar o tempo em abandono; 
Ficar horas a fio olhando o teto, 
Até sentir cansaço e vir o sono. 


Amores vem e vão. Como os amigos; 
Nem bem um chega, outro desaparece. 
Só minha solidão fica comigo; 
Não muda, não se vai, não envelhece. 


Por isso, quando chegas não reclamo; 
Abro-te a porta e te recebo bem, 
Talvez devesse até dizer que te amo, 
Pois tu és sempre o amor de quem não tem. 


Parte da música de Odilon Ramos



7 comentários:

Sotnas disse...

Olá Sônia, e que tudo permaneça sempre bem contigo!

Sim, pois assim sempre que por cá eu vir vou encontrar estes belíssimos escritos que seleciona com tua sensibilidade e bom gosto e posta para que me encante quando aqui passo!

De intenso sentir esta letra, e em companhia destas tuas belas imagens ficam deveras intenso o sentir, tão provocado por imagens e escrito!

Agradeço por tuas visitas e comentários sempre tão gentis, e por compartilhar belíssimas imagens e escritos!

E assim desejo que você tenha em teu viver a felicidade deveras intensa, abraços e até mais!

O Profeta disse...

Se o mar adormecer em desvario
As ondas não mais se formarem
Se as gaivotas se perderem do ninho
As árvores mais altas tombarem

Se o dia não encontrar a manhã
As nuvens deixarem de chorar água pura
Se as pedras da ilha roubarem a cor ao verde
As tuas palavras deixarem de ser raiva dura


Boa semana


Doce beijo

isa disse...

Boa noite Sônia.
Por favor passa nos Momentos.
Obrigada.
Beijo.
isa.

✿ chica disse...

Acabo de te ver na Isa!Adoro estar aqui e rever esses lugares lindos! beijos,chica

Paulo Francisco de Araujo disse...

Eu estou vindo da Isa pra te conhecer.
Ela nunca erra em suas escolhas.
Adorei este lugar e quero ficar.
Um beijo grande.

Catia Bosso disse...

Linda postagem.... vim atraves do Paulo Francisco...


bjsMeus
Catita

Eloah disse...

Querida Sônia, fui indicada e com a incumbência de distinguir alguns Blogs para receber o selo do Prêmio Dardos. Busque seu prêmio no meu Blog. Meu carinho especial e minha admiração pela beleza e importância do seu Blog.Bjs Eloah

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.