.

.

20 outubro 2012

Inquietudes


.............................
A madrugada se apronta pra tomar o seu posto, 
num poético retrato cotidiano. 
Chega dizendo do frio solto lá fora e 
da precisão de procurar o sono. 
À espreita, a chuva espera a vez de entrar em cena 
e se derramar sobre os telhados, 
cobertores de corpos adormecidos e exaustos. 
A televisão tenta quebrar a poesia contando notícia ruim 
a quem só deseja canção de amor. 
Há lirismo demais na madrugada 
para um vivente perder minuto cuidando de assunto feio. 
O tempo dela era pra acontecer em verso feito de orvalho, 
em flor nascendo escondida, 
no silêncio do pedaço grande 
do mundo dormindo. 
...........................
Milene Lima em Inquietudes Crônicas
http://petalarrosadinha.blogspot.com.br/




4 comentários:

Luiz N.Vieira disse...

ARTICIPEM DA ESCOLHA DO NOVO VISUAL CULTURA NA REDE



“CULTURA NA REDE” comemora seu quinto ano de existência.
Alimentar o blog num formato de construção de ideias, sempre foi o ponto forte do Cultura na rede. Com a construção coletiva mantivemos principalmente um espaço de reflexão e debates, onde as pessoas socializam ações pedagógicas mediadas pelo uso das tecnologias.
No mês de aniversário (Dezembro), haverá escolha do novo visual do Blog, convidamos você a participar desta escolha coletiva.
Para participar você deverá escolher o banner de sua preferência e preencher seu cadastro no blog. Neste processo você estará concorrendo a vários brindes, que serão sorteados no dia 31 de dezembro de 2012.
Queremos agradecer sua participação e contribuição, para manter este ambiente ativo.

Catia Bosso disse...

Quase nao encontrei o quadro de seguidores;... fica muito la embaixo... rsrs
Mas coloquei minha carinha lá!!!
bjsMeus
CAt

:.tossan® disse...

A primeira foto é um show de Sônia. Beijo e sol

Milene Lima disse...

Estive procurando uma coisa na net, e qual não é minha surpresa quando vi umas palavrinhas familiares por aqui. E ainda mais agradável é saber que você deu os créditos, como é correto fazer.

Não sei como achou o meu texto, mas fico verdadeiramente lisonjeada.

Seu espaço é lindo, essa maresia toda é instigante e inspiradora.

Abraços.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.