.

.

07 outubro 2012

Flores



Não quero que a vida
Me pegue na estrada
Qual folha caída,
Perdida no vento.
Nem quero que o tempo
A correr lá fora
Nas asas da tarde
Me faça partir.
Há um desejo estranho
De sonho e de luzes
Nos olhos da face
De quem quer viver.

......................

Genildo Mota Nunes



3 comentários:

:.tossan® disse...

Já estive em estradas desconhecidas com você e o Eduardo. Eu, Silvania, o meu chapéu e a minha câmera. Nada me faz esquecer só um momento desses momentos. Beijo

Suelen Muniz disse...

"Há um desejo estranho
De sonho e de luzes
Nos olhos da face
De quem quer viver."
E é esse desejo de viver que nos move,que nos faz sonhar e querer realizar,esperança!
uma ótima semana,=)

D. Garcia disse...

A gente quer ser folha que voa, que plana, que descobre novas paragens; a gente quer ser folha verde que pende do galho e anuncia nova estação.
Abraços. Daniel.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.