.

.

06 novembro 2012

Tomara...


Tomara que a gente não desista de ser quem é 
por nada nem ninguém deste mundo. 
Que a gente reconheça o poder do outro sem esquecer do nosso. 
Que as mentiras alheias não confundam as nossas verdades. 
Que friagem nenhuma seja capaz de encabular
 o nosso calor mais bonito. 
Que, mesmo quando estivermos doendo, 

não percamos de vista nem de sonho a ideia da alegria. 


Ana Jácomo



2 comentários:

Sotnas disse...

Olá Sônia, que tudo esteja bem contigo!


E tomara que a alegria de viver esteja sempre com todos nós, sempre.

E que o teu bom gosto não se arrefeça jamais, pois assim teremos sempre por cá belos poemas postados e tuas belíssimas imagens também, parabéns por este belo espaço!

Grato por tua amizade e visitas, eu desejo que tenha sempre em teu viver a felicidade intensa, grande abraço e até mais!

vieira calado disse...

Parabéns à vóvó!

Beijinhos!

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.