.

.

04 novembro 2012

Ausência



Pela marca que nos deixa 
A ausência de som que emana das estrelas 
Pela falta que nos faz 
A nossa própria luz a nos orientar, 
Doido corpo que se move 
É a solidão nos bares que a gente frequenta, 
Pela mágica do dia 
Que independeria da gente pensar. 
Não me fale do seu medo 
Eu conheço inteira sua fantasia 
E é como se fosse pouca 
E a tua alegria não fosse bastar. 
Quando eu não estiver por perto 
Canta aquela música que a gente ria 
É tudo que eu cantaria 
E quando eu for embora você cantará...


Oswaldo Montenegro


3 comentários:

✿ chica disse...

Linda foto e letra!!! beijos,ótima semana!chica

Severa Cabral(escritora) disse...

Minha querida !!!!
Bom início de semana ao som de Osvaldo Montenegro ...
bjsssssssss

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Um poema maravilhoso e como sempre uma linda foto.

Beijinho com carinho
Sonhadora

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.