.

.

27 junho 2013

Uma casa...



Uma casa deve ter varandas
para sonhar, cantos para chorar,
quartos para os segredos
e a ambivalência.

Um amor precisa de espaço para voar,
liberdade para querer ficar,
alegria, e algum desassossego
contra o tédio.

Não se esqueçam os danos a cobrir,
o medo de partir, e o dom de surpreender
que é a sua essência.

Lia Luft


5 comentários:

Ricardo/águia_livre disse...

Bom dia

Fica a mensagem em jeito de alerta.
Tentarei seguir...
******************
Gostava que me visitasse(m)

http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Cidália Ferreira disse...

Gostei...
beijinho

visitem-me:http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/2013/06/passear-pela-natureza.html#comment-form

Ritinha disse...

Gostei muito, e por isso digo, amo minha casa e meu jeito de viver.
Grande beijo
Ritinha

Mafalda Sofia Antunes disse...

Olá Sónia,concordo com o que foi escrito. Beijinhos e tudo de bom para ti. Bom fim-de-semana!! Fica com deus!! http://mafaldinhaarte.blogspot.pt

Severa Cabral(escritora) disse...

Hoje vim te convidar a visitar o FOLHAS DE OUTONO através do Poema LENTES DO MEU OLHAR!
Que pode ser considerado uma arte,mas que na realidade revela o movimento que tem o teu olhar.
Peço desculpas por não poder deixar comentário,mas te espero lá para falar de vida e de lente que faz reinar a beleza da luz ...
bjs e até minha volta recuperada !

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.